- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Defendida mais divulgação da luta de libertação nacional

Defendida mais divulgação da luta de libertação nacional

O presidente da Associação do Processo dos 50, Amadeu Amorim, defendeu mais divulgação dos aspectos marcantes da luta de libertação nacional, através de palestras e de mensagens à comunicação social, para que as actuais e futuras gerações saibam “quanto custou ganhar a nossa bandeira.”

Em declarações à imprensa, depois de ser recebido em audiência pela vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, na quinta-feira, Amadeu Amorim manifestou-se preocupado com a fraca divulgação dos feitos dos nacionalistas.

Foi designado “Processo dos 50” a um conjunto de três processos políticos que iniciou a 29 de Março de 1959, com a prisão de vários nacionalistas angolanos, que se estendeu até 24 de Agosto do mesmo ano, com a última detenção.

O conhecimento da prisão dos 50 nacionalistas alertou o Mundo, particularmente as pessoas ligadas ao movimento pela independência de Angola, para a necessidade de uma acção imediata, o que lançou as bases para o início da luta armada de libertação nacional, a 4 de Fevereiro de 1961.

Nesta data, um conjunto de patriotas angolanos atacou as cadeias de Luanda, onde estavam os presos políticos.
Amadeu Timóteo Malheiros Amorim “Tenda Dialoso”, de 81 anos de idade, é membro do Comité Central do MPLA, em cujas fileiras milita desde 1957. (Jornal de Angola)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.