- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Gabão: Jornal suspenso por 3 meses por artigo sobre saúde do presidente

Gabão: Jornal suspenso por 3 meses por artigo sobre saúde do presidente

Um jornal do Gabão foi suspenso por três meses pela Alta Autoridade de Comunicação (HAC), após a publicação de um artigo intitulado “Gabão no piloto automático (muito perigoso)” sobre o estado de saúde do Presidente Ali Bongo Ondimba, escreve o Notícias ao Minuto que cita a Lusa

A HAC critica este jornal, o L’Aube, por ter sugerido que o primeiro-ministro do Gabão devia investir o presidente do Senado para assegurar uma presidência provisória em caso de vazio de poder devido à ausência do Presidente, segundo um comunicado divulgado hoje.

“Isto não é apanágio de todos arriscarem a torto e a direito na interpretação aleatória” da lei, indicou Lucie Akalane, porta-voz da HAC.

Segundo Akalane, cabe ao HAC “indicar aos profissionais da imprensa que o direito é uma ciência (e) que os métodos e técnicas de interpretação de textos jurídicos são objeto de um ensino específico dada por membros da lei”.

Orca Boudiandza Mouellé, editor-chefe do L’Aube, também está proibido por seis meses de “exercício da atividade de jornalista e da função de editor-chefe”.

No final de outubro, o HAC suspendeu no Gabão a transmissão do canal de televisão Cameroon Vision 4 por anunciar, em direto, a morte do chefe de Estado.

Na passada sexta-feira, o canal ainda estava acessível em Libreville, capital do Gabão, através do Canal +, principal operadora audiovisual do país.

Na quinta-feira, históricos do Partido Democrático do Gabão (PDG) apelaram ao Governo que “comunique sensatamente” para “tranquilizar a opinião” sobre o estado de saúde do Presidente do país, Ali Bongo Ondimba, hospitalizado há duas semanas na Arábia Saudita.

A falta de informação sobre o estado de saúde de Bongo, de 59 anos, gerou preocupação e rumores no Gabão, desde a sua hospitalização, em 24 de outubro, em Riade, capital da Arábia Saudita, na sequência de um “mal-estar”, segundo a presidência gabonesa.

Segundo a agência noticiosa France-Presse, uma fonte próxima do Presidente Bongo, que disse ter notícias na quarta-feira, referiu que o Presidente do Gabão teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral), a causa da sua hospitalização.

Ali Bongo Ondimba ainda é oficialmente esperado em Paris, em 11 de novembro, por ocasião do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial, segundo a France-Presse.

- Publicidade -
- Publicidade -

Zaire: Kimakuku ganha escola de sete salas

A localidade de Kimakuku, 226 quilómetros da sede comunal do Kindege, município do Nzeto, província do Zaire, ganha, dentro de oito meses, uma escola...
- Publicidade -

Cuanza Sul regista aumento de mordeduras caninas

Cento e dezoito mordeduras de cães aos cidadãos foram registadas no primeiro semestre do corrente ano, no município do Sumbe, pela secção municipal Saúde...

Viana: Desmantelados grupos de marginais que se dedicavam na prática de roubo

A Polícia Nacional, no Município de Viana, procedeu, recentemente, o desmantelamento de dois grupos de supostos marginais, denominados "os Barcelona e os Barra-Barra", acusados...

BNA ficou com 20 mil milhões Kz no cofre para injectar liquidez nas empresas

O Banco Nacional de Angola (BNA) aumentou para 79,3 mil milhões de kwanzas o volume das compras de títulos públicos às empresas no âmbito...

Notícias relacionadas

Zaire: Kimakuku ganha escola de sete salas

A localidade de Kimakuku, 226 quilómetros da sede comunal do Kindege, município do Nzeto, província do Zaire, ganha, dentro de oito meses, uma escola...

Cuanza Sul regista aumento de mordeduras caninas

Cento e dezoito mordeduras de cães aos cidadãos foram registadas no primeiro semestre do corrente ano, no município do Sumbe, pela secção municipal Saúde...

Viana: Desmantelados grupos de marginais que se dedicavam na prática de roubo

A Polícia Nacional, no Município de Viana, procedeu, recentemente, o desmantelamento de dois grupos de supostos marginais, denominados "os Barcelona e os Barra-Barra", acusados...

BNA ficou com 20 mil milhões Kz no cofre para injectar liquidez nas empresas

O Banco Nacional de Angola (BNA) aumentou para 79,3 mil milhões de kwanzas o volume das compras de títulos públicos às empresas no âmbito...

CNE reconhece uma dívida de 4 mil milhões de kwanzas

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) reconheceu a existência de um passivo com vários fornecedores por serviços prestados durante as eleições gerais de 2017, avaliado,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.