Portal de Angola
Informação ao minuto

Advogados investigam tiroteio da polícia no Namibe

Imagem ilustrativa (Foto: Quintiliano dos Santos)

Agentes que dispararam sobre cidadãos devem ser responsabilizados criminalmente, dizem os advogados

Advogados dos direitos humanos estão a investigar um confronto entre a polícia e cidadãos, no mês passado, no Cabo Negro, na província angolana do Namibe, onde os agentes terão feito uso de armas de fogo.

Notícias dizem que uma pessoa foi morta e várias feridas. Um dos cidadãos feridos permanecia ontem hospitalizado.

Os advogados Manuel Gaspar e Sebastião Assurreira visitaram o Hospital do Saco Mar para se inteirarem das vítimas e disseram que querem que as investigações prometidas pelas autoridades sejam efectivamente feitas.

Manuel Gastar diz que a visita se destina “a apurar os factos e em que pé se encontra actualmente o processo judicial”, prometido pelas autoridades.

Por seu turno, Sebastião Assureira disse que deve ser instaurado um processo-crime.

“Se houve morte deve haver responsabilização dos agentes implicados”, reiterou, acrescentando que a partir daí se deve então investigar “quando começou a briga, quem começou a briga e então cada um ser responsabilizado pelo acto que praticou”. (VOA)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »