Portal de Angola
Informação ao minuto

Desvendado o mistério da múmia que não se decompõe há quase 300 anos

(CC BY-SA 3.0 / Schwingi / Der luftg’selchte Pfarrer in der Pfarrkirche von St. Thomas am Blasenstein)

Pesquisadores alemães desvendaram o mistério da múmia do vigário austríaco Franz Xaver Sydler von Rosenegg, que não se decompõe desde o século XVIII, informou o portal Nachrichten, avança a Sputnik.

Segundo a publicação, os pesquisadores examinaram a múmia durante dez meses e concluíram que o vigário provavelmente morreu aos 37 anos de idade em consequência de uma hemorragia interna causada por tuberculose pulmonar.

Os cientistas alemães explicaram que o corpo do religioso permaneceu quase intacto durante séculos, porque estava coberto por tecidos, lascas de madeira e galhos.

Ao examinar os dentes da múmia, os pesquisadores também concluíram que o vigário era fumador de cachimbo.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »