Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

“Como o sol de Novembro brincando de artista”, Viriato da Cruz recebe Prémio Nacional de Cultura e Artes

Viriato da Cruz recebeu esta semana o prémio Nacional de Cultura e Artes, a título póstumo, numa cerimónia marcada pela reconciliação com a memória. O júri justifica a decisão por considerar que o poeta, falecido em Pequim, a 13 de Junho de 1973, é um “digno representante da cultura nacional, que exalta, com profundidade, a identidade e os valores da angolanidade”.

Viriato da Cruz teve finalmente reconhecido o seu valor literário por um júri angolano, esta quarta-feira, 31 de Outubro, na sala de reuniões do Ministério da Cultura, em Talatona, durante o anúncio feito pelo presidente do júri, Vatomene Kukanda, que declarou que os galardões deste ano, nas variadas modalidades artísticas, foram atribuídos, “tendo em conta a reconciliação nacional, a inclusão social, a unidade nacional, a representatividade de várias regiões e sensibilidades políticas”.

O poeta de “Namoro”, musicado e cantado por Fausto Bordalo Dias, e, posteriormente, por Rui Mingas e outros intérpretes e compositores, é também autor de “Sô Santo” e “Makézu”, “Mamã Negra”, entre outros poemas.

Jaka Jamba está entre os distinguidos

O júri do prémio decidiu atribuir este ano, pela primeira vez na história do concurso, uma Menção Honrosa, também a título póstumo, ao professor e historiador Almerindo Jaka Jamba, deputado e dirigente histórico da UNITA, falecido em Abril deste ano, distinguindo-o pelos “feitos a nível da formação do novo cidadão angolano, agregando ao conhecimento o sentido de alteridade, o respeito e a valorização dos angolanos e angolanas, enquanto base do desenvolvimento humano e sustentável.”

Na categoria de Música, o prémio foi atribuído a Waldemar Bastos, “cujo nome e obras individuais e colectivas diversificadas editadas têm vindo a destacar-se no país e na diáspora”.

Na categoria de Cinema e Audiovisuais, o júri decidiu atribuir, também a título póstumo, o prémio ao antigo realizador da TPA, Misael Filipe de Almeida, por ser “um profissional que se destacou no género documentário pelo conjunto da sua obra”.

Na disciplina de Artes Visuais e Plásticas foi distinguido o gravador António Feliciano Dias dos Santos “Kidá”, mentor e mestre do grande movimento da classe dos gravuristas, técnica de gravar sobre um suporte, desde a década de 1970.

O coreógrafo Sakaneno João de Deus é o vencedor na categoria de Dança, “pela sua trajectória, levada com alma, dedicação, humildade, sacrifício e competência, no processo da profissionalização da arte da dança angolana”. É membro efectivo do Conselho Internacional de Dança da Unesco.

No Teatro, o prémio foi atribuído ao grupo teatral Ngwizane Tuxikane, “pela qualidade técnica, artística e a reflexão” apresentada na obra “Cassinda não volta atrás”.

Na Investigação em Ciências Humanas e Sociais foi distinguido o historiador Fidel Raul Carmo Reis, “pela sua obra intitulada “Era uma vez… O campo político Angolano (1950-1965)”, que, segundo o júri, “se contextualiza a nível regional e internacional”.

No Jornalismo Cultural, o prémio foi atribuído ao magazine cultural da TPA “Tudo e Mais”, ao passo que em relação aos Festivais Culturais Populares foram distinguidos Os Bakama, pela secularidade e por se tratar de um baluarte da defesa e preservação da afrocracia e angolanidade do povo de Cabinda.

O Prémio Nacional de Cultura e Artes é a mais importante distinção do Estado angolano neste sector, tendo como principal objectivo incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais.
“O prémio constitui uma homenagem e incentivo ao génio criador dos angolanos, de modo a perpetuar entre os cidadãos ideias tendentes à compreensão das múltiplas formas da criação artística e diversidade das manifestações linguísticas e culturais do povo e da nação”. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »