Smiley face

Combate à corrupção: Como passar dos discursos à acção efectiva? A discussão avança amanhã em Luanda

0 32

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A 3.ª Conferência sobre “Transparência, Corrupção, Boa Governação e Cidadania em Angola”, organizada pela Associação Justiça, Paz e Democracia (AJPD), começa esta sexta-feira, 9, em Luanda, e, durante dois dias, vai debruçar-se sob o lema: “Passar dos Discursos a Acção Efectiva: Combate à Corrupção”. O evento vai contar com a participação, entre outros, dos deputados Adalberto da Costa Júnior e Mário Pinto de Andrade, e da eurodeputada portuguesa Ana Gomes.

O Auditório Cónego Manuel das Neves, situado na Paróquia de São Paulo, em Luanda vai receber a 3.ª Conferência sobre “Transparência, Corrupção, Boa Governação e Cidadania em Angola”, promovida pela AJPD, nos próximos dias 9 e 10 de Novembro.

Com o lema “Passar dos Discursos a Acção Efectiva: Combate à Corrupção”, o debate vai incidir sobre quatro temas, a começar por: “O Papel da Sociedade Civil e da Imprensa no Combate à Corrupção e a sua relação com os poderes públicos em Angola. E a experiência Moçambicana”.

Segue-se a “Criminalidade Económico-Financeira. A Legislação Angolana e Internacional”, “O Jornalismo ao serviço da Democracia e do Estado de Direito: a Prevenção e o Combate à Corrupção em Angola”, e “O Combate ao Branqueamento de Capitais com origem em Angola por parte da União Europeia e de Portugal. O papel da União Europeia e de Portugal: Acções e Omissões”.

Para além dos quatro temas de discussão, o evento terá duas mesas-redondas: “A Sociedade está preparada para lidar com uma cultura de prevenção e combate à corrupção? O que ainda deve ser feito?”; e “Os Partidos Políticos estão preparados para lidar com uma cultura de prevenção e combate à corrupção? O que ainda deve ser feito?”.

O debate vai contar com contributos internacionais, nomeadamente de Edson Cortês, director executivo do Centro de Integridade Pública de Moçambique, Marcelo Mosse, jornalista moçambicano e da eurodeputada portuguesa Ana Gomes.

Os participantes angolanos incluem os deputados Adalberto da Costa Júnior e Mário Pinto de Andrade, da UNITA e do MPLA, respectivamente, bem como representantes de organizações como o Instituto Mosaiko (Frei Júlio Candeeiro) e a Handeka (Alexandra Simeão). (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »