Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Congresso JURA: Adivinha-se disputa renhida para o cargo de secretário-geral da juventude da UNITA

Dos oito candidatos que vão disputar o IV Congresso Ordinário da Juventude Unida Revolucionária de Angola (JURA), da UNITA, que terá lugar de 08 a 11 deste mês, Aly Mango, actual secretário-geral, e o deputado mais novo da Assembleia Nacional, Nelito Ekukui, estão na linha da frente desta disputa que se adivinha que vá ser renhida e até à contagem do último voto.

Ao NJOnline, Nelito Ekuikui, que já terminou a sua campanha eleitoral, tendo passado por 17 províncias, disse ter recolhido garantias de que os militantes o vão escolher para futuro secretário-geral da JURA.

“Nas 17 províncias onde passamos – só ficou de fora o Kuando Kubango -, o apoio está garantido para liderarmos a JURA nos próximos anos” assegurou Nelito Ekuikui, salientando que, no caso de uma vitória, “pretende uma organização forte e defensora dos direitos dos jovens”.

“Vamos defender os direitos e as políticas públicas ligadas à juventude. Queremos ter uma JURA unida e actuante”, acrescentou Nelito Ekuikui.

O actual secretário-geral, Aly Mango, está esperançado de que continuará a liderar a juventude do partido, a julgar pelos grandes passos dados durante o mandato quase a finalizar.

“É um congresso da juventude angolana e da UNITA. Tenho confiança de que pela campanha eleitoral feita vou continuar à frente da JURA”, garantiu.

Mango acrescentou ainda que o trabalho feito na liderança da JURA fala por si e mostra o quanto foi feito, ao mesmo tempo que permite olhar com confiança para aquilo que ainda pode e vai ser realizado.

A única mulher na corrida a secretária-geral da JURA, Elsa Pataco, elegeu como meta desta organização da juventude da UNITA, e da sua prioridade durante a campanha, abrir caminho para que os seus membros cheguem aos órgãos máximos do partido.

Em campanha na província de Cabinda, Elsa Pataco confessou ao NJOnline que tem garantias das mulheres e não só para orientar a JURA.

“Elas e eles querem ver uma mulher na direcção da JURA”, explicou, sublinhando que no congresso, com a sua eleição, sairá a ganhar a juventude da UNITA e o partido.

O jovem Agostinho Kamuango, que no congresso passado perdeu diante de Aly Mango, está crente que desta fez o cenário será outro.

“Todas as condições estão criadas para dirigir a JURA. Durante a campanha eleitoral deu para entender que vou dirigir a juventude do nosso partido”, acrescentou Agostinho Kamuango, argumentando que “o IV Congresso Ordinário será uma verdadeira festa”.

Oseias Chilemba pretende liderar uma juventude com forte protagonismo, tendo em vista as futuras eleições autárquicas e gerais.

“Nestas eleições a juventude joga um papel preponderante. Então, precisamos ter uma juventude dinâmica e interventiva”, frisou.

Rafael Mukanda, outro candidato assegurou que só com uma juventude unida e mobilizada é que se conseguirá governar o País, sendo este o objectivo da sua candidatura.

“Jovens preparados conseguem conduzir o destino do País com brilho. A JURA está preparada para está empreitada”, concluiu.

A Comissão Nacional Eleitoral do IV congresso da JURA entende que este número elevado de candidatos representa “um forte sinal de democracia interna”. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »