Smiley face

Campanha eleitoral da Jura encerrou ontem com os candidatos convictos na vitória

0 71

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os candidatos ao cargo de secretário-geral da JURA encerraram ontem, em todo país, a campanha com vista à sua eleição no cargo. A eleição acontece durante o IV Congresso Ordinário, que começa amanhã no complexo Sovsmo, em Viana, Luanda.

Durante a campanha, Elsa Pataco, a única mulher entre os oito candidatos, percorreu nove das 18 províncias e elegeu Luanda para encerrar a campanha.

Durante o acto, decorrido ontem numa das unidades hoteleiras da capital, Elsa prometeu, em caso de vitória, tirar a JURA do “isolacionismo” em que se encontra, para torná-la no maior mecanismo de promoção e defesa dos direitos legítimos da juventude angolana junto dos poderes públicos.

Como secretária-geral da JURA, Elsa Pataco pretende ter como aliado as organizações da sociedade civil e grupos de pressão ou de interesse, com os quais pretende firmar uma forte parceria estratégica e trabalhar de forma activa na concepção e materialização de programas específicos de interesse comum.

Entre esses programas, a candidata pretende sensibilizar a juventude para a sua participação activa na prevenção e no combate à doenças sexualmente transmissíveis, com destaque para o HIV.

Na segunda-feira, os oito candidatos ou seus representantes participaram num debate promovido pela Rádio Comercial “Despertar”. Durante o debate, decorrido no complexo do Sovsmo, os candidatos responderam questões colocadas pelos moderadores e pelo público, composto na sua maioria por membros da JURA.

Samuel “Kafú” Sabino prometeu ser um secretário-geral com um estilo de liderança aberto e próximo da sociedade. “Serei um líder que sabe ouvir os jovens”, afirmou o jovem, licenciado em Ciências da Comunicação.

Salvio Nhany, representa-nte de Agostinho Kamuango, afirmou que o seu candidato já é vencedor. Kamuango foi
derrotado no último congresso à segunda volta pelo secretário-geral cessante, Alicerces Bartolomeu “Aly Mango”. Salvio Nhany disse que o seu candidato está melhor preparado para a vitória.

António das Dores é um dos delegados provenientes de Malanje. Disse ter se candidatado para contribuir no reforço da democracia na JURA e, em caso de vitória, dar o melhor de si para que aquela organização seja uma verdadeira alavanca para a juventude. Oseias Chilemba pediu serenidade aos delegados para que possam votar de forma consciente. A mesma opinião foi quase partilhada por Rafael Mukanda. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »