Smiley face

TAAG não confirma entrada da Emirates no seu capital social

0 49

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A TAAG não confirma que a Emirates já tenha decidido o regresso a Angola, desta feita através da aquisição de 35% do capital social da companhia aérea nacional, como o Novo Jornal noticiou na última sexta-feira.

Em declarações ao Jornal de Angola, Carlos Vicente, porta-voz da TAAG, garante que “não há nada de oficial” sobre o alegado negócio que levaria a transportadora área dos Emirados Árabes Unidos, com sede no Dubai, a regressar a Angola, no âmbito do processo de privatização da transportadora de bandeira angolana.

A Emirates, recorde-se, esteve envolvida num acordo de cooperação operacional e comercial, assinado em 2013 com o INAVIC (Instituto Nacional da Aviação Civil), que tinha como objectivo modernizar a TAAG e transformá-la numa companhia sustentável financeiramente, que foi elevado a parceria estratégica no ano seguinte, o que levou a companhia do Golfo a gerir integralmente a TAAG.

Mas em Julho de 2017, a Emirates retirou-se desta parceria estratégica, abandonando a TAAG, sob, entre outras, justificação de que não teria condições para manter a gestão da companhia nacional, ao mesmo tempo que reduzia o número de voos de e a partir de Luanda, com a dificuldade de repatriamento de fundos no centro das justificações.

Mas, segundo uma notícia do semanário Novo Jornal, citando um quadro sénior da TAAG, a Emirates deverá ser a primeira companha a entrar no capital social da transportadora angolana de bandeira, no âmbito do processo de privatização.

Todavia, na sua edição de hoje, o Jornal de Angola, avança que o porta-voz da TAAG não confirma “oficialmente” o regresso da Emirates à TAAG, desta feita como sócia, com 35% do capital social, embora não desminta categoricamente a informação avançada na sexta-feira pelo Novo Jornal.

Esse desmentido categórico só é feito por uma fonte ligada ao Ministério dos Transportes, citada sob anonimato pelo JA, afirmando que a notícia do Novo Jornal “é mentira”.

O que diz o Novo Jornal

A notícia do Novo Jornal diz que a Emirates deverá ser a primeira companhia a entrar no capital social da TAAG, no âmbito do processo de privatização da transportadora aérea nacional, confidenciou ao Novo Jornal um quadro sénior do Ministério dos Transportes.

O Novo Jornal sabe que o processo de negociações está em curso e no “bom caminho” para que as duas companhias voltem a trabalhar juntas depois de, no ano passado, a transportadora dos Emirados Árabes Unidos ter posto fim à cooperação existente entre ambas.

“Tudo indica que será a Emirates a comprar parte da TAAG. As negociações estão no bom caminho e futuramente teremos a confirmação desta parceria”, garantiu a fonte do ministério liderado por Ricardo D”Abreu, afirmando, no entanto, que o regresso da Emirates só acontecerá na posição de sócia. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »