Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

TAAG não confirma entrada da Emirates no seu capital social

A TAAG não confirma que a Emirates já tenha decidido o regresso a Angola, desta feita através da aquisição de 35% do capital social da companhia aérea nacional, como o Novo Jornal noticiou na última sexta-feira.

Em declarações ao Jornal de Angola, Carlos Vicente, porta-voz da TAAG, garante que “não há nada de oficial” sobre o alegado negócio que levaria a transportadora área dos Emirados Árabes Unidos, com sede no Dubai, a regressar a Angola, no âmbito do processo de privatização da transportadora de bandeira angolana.

A Emirates, recorde-se, esteve envolvida num acordo de cooperação operacional e comercial, assinado em 2013 com o INAVIC (Instituto Nacional da Aviação Civil), que tinha como objectivo modernizar a TAAG e transformá-la numa companhia sustentável financeiramente, que foi elevado a parceria estratégica no ano seguinte, o que levou a companhia do Golfo a gerir integralmente a TAAG.

Mas em Julho de 2017, a Emirates retirou-se desta parceria estratégica, abandonando a TAAG, sob, entre outras, justificação de que não teria condições para manter a gestão da companhia nacional, ao mesmo tempo que reduzia o número de voos de e a partir de Luanda, com a dificuldade de repatriamento de fundos no centro das justificações.

Mas, segundo uma notícia do semanário Novo Jornal, citando um quadro sénior da TAAG, a Emirates deverá ser a primeira companha a entrar no capital social da transportadora angolana de bandeira, no âmbito do processo de privatização.

Todavia, na sua edição de hoje, o Jornal de Angola, avança que o porta-voz da TAAG não confirma “oficialmente” o regresso da Emirates à TAAG, desta feita como sócia, com 35% do capital social, embora não desminta categoricamente a informação avançada na sexta-feira pelo Novo Jornal.

Esse desmentido categórico só é feito por uma fonte ligada ao Ministério dos Transportes, citada sob anonimato pelo JA, afirmando que a notícia do Novo Jornal “é mentira”.

O que diz o Novo Jornal

A notícia do Novo Jornal diz que a Emirates deverá ser a primeira companhia a entrar no capital social da TAAG, no âmbito do processo de privatização da transportadora aérea nacional, confidenciou ao Novo Jornal um quadro sénior do Ministério dos Transportes.

O Novo Jornal sabe que o processo de negociações está em curso e no “bom caminho” para que as duas companhias voltem a trabalhar juntas depois de, no ano passado, a transportadora dos Emirados Árabes Unidos ter posto fim à cooperação existente entre ambas.

“Tudo indica que será a Emirates a comprar parte da TAAG. As negociações estão no bom caminho e futuramente teremos a confirmação desta parceria”, garantiu a fonte do ministério liderado por Ricardo D”Abreu, afirmando, no entanto, que o regresso da Emirates só acontecerá na posição de sócia. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »