- Publicidade-
Rádio Calema
Inicio Mundo EUA Rihanna e Axl Rose criticam Trump após uso de suas músicas em...

Rihanna e Axl Rose criticam Trump após uso de suas músicas em campanha

Artista recorreu às redes sociais para lembrar que é contra o uso das suas músicas em eventos de carácter político.

Após as canções “Don’t Stop the Music” e “Sweet Child o’ Mine” serem tocadas em comícios de Donald Trump, seus respectivos autores, Rihanna e Axl Rose se manifestaram nas redes sociais contra o uso de suas músicas em eventos políticos do presidente americano.

“O Guns N’ Roses, assim como muitos artistas, se opôs ao uso não-autorizado de suas música em eventos políticos e fez um pedido formal para que suas canções não sejam tocadas em comícios de Trump ou em eventos associados a ele”, escreveu Axl Rose no Twitter.

Rihanna retuitou um post de um repórter do Washington Post que relatava que a música “Don’t Stop the Music” embalava um comício do republicano no estado no Tennessee.

“Não por muito mais tempo”, escreveu Rihanna. “Eu e minha galera jamais iríamos a um evento trágico desses”, disse em referência ao comício.

Os advogados da cantora enviaram uma carta à Casa Branca, em que diziam “como vocês devem saber, [Rihanna] não consentiu com o uso de suas músicas por Trump”.

Em outubro, Rihanna recusou o convite de fazer um show durante o intervalo do Super Bowl, final do torneio de futebol americano, que costuma bater recordes de audiência na televisão, em apoio ao jogador Colin Kaepernick, que afirma sofrer um boicote da NFL (National Football League) por seus protestos contra injustiça racial em campo. (Notícias ao Minuto)

Com Folhapress

- Publicidade -
- Publicidade -

EUA preparam militares para conter protestos em Minneapolis enquanto tumultos se espalham pelo país

Após conversa entre Trump e seu secretário de Defesa, o Pentágono deu ordem para que 800 soldados da Polícia Militar americana estejam preparados para...
- Publicidade -

EUA ameaçam portos, empresas e governos caso ajudem petroleiros iranianos em direcção à Venezuela

Representante americano para a Venezuela disse que empresas, portos, governos e seguradoras poderiam encarar duras sanções caso prestem serviços a navios-tanque do Irão seguindo...

Merkel rejeita convite de Trump para participar do G7 presencialmente

A chanceler alemã Angela Merkel rejeitou o convite do líder norte-americano, Donald Trump, para participar da cimeira do G7 pessoalmente. A informação foi divulgada...

Adespov disponibiliza ajuda financeira para famílias vulneráveis

A Associação de Desenvolvimento e Enquadramento Social das Populações Vulneráveis (Adespov) tem disponíveis um milhão, 863 mil e 368 Euros para apoiar as famílias...

Notícias relacionadas

EUA preparam militares para conter protestos em Minneapolis enquanto tumultos se espalham pelo país

Após conversa entre Trump e seu secretário de Defesa, o Pentágono deu ordem para que 800 soldados da Polícia Militar americana estejam preparados para...

EUA ameaçam portos, empresas e governos caso ajudem petroleiros iranianos em direcção à Venezuela

Representante americano para a Venezuela disse que empresas, portos, governos e seguradoras poderiam encarar duras sanções caso prestem serviços a navios-tanque do Irão seguindo...

Merkel rejeita convite de Trump para participar do G7 presencialmente

A chanceler alemã Angela Merkel rejeitou o convite do líder norte-americano, Donald Trump, para participar da cimeira do G7 pessoalmente. A informação foi divulgada...

Adespov disponibiliza ajuda financeira para famílias vulneráveis

A Associação de Desenvolvimento e Enquadramento Social das Populações Vulneráveis (Adespov) tem disponíveis um milhão, 863 mil e 368 Euros para apoiar as famílias...

Malanje: Cambundi-Catembo terá mais escolas

O município de Cambundi-Catembo, na província de Malanje, poderá, a partir de 2021, inserir 2.430 crianças no sistema de ensino. O feito estará condicionado à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.