Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Jogador Daniel enviou fotos com esposa de suspeito antes de ser morto

Pelo WhatsApp, o jogador contou a um amigo que havia mantido relações sexuais com Cristiana Brittes.

O assassinato do jogador Daniel Corrêa, de 25 anos, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, está sendo investigado e a polícia teve acesso a uma troca de mensagens entre o atleta e amigos no WhatsApp. As conversas apontam que Daniel praticou sexo com Cristiana Brittes, esposa de Edison Brittes Júnior, suspeito de cometer o crime, e compartilhou imagens ao lado dela na cama.

Edison Brittes Júnior confessou o crime e alegou ter matado Daniel porque o jogador tentou estuprar a esposa do empresário.

Edison Júnior, de 38 anos, Cristiana, de 35, e a filha do casal – Allana Brittes, de 18 anos – estão presos temporariamente na Delegacia de São José dos Pinhais.

Segundo revela o G1, Daniel enviou mensagens para um amigo às 8h07 da manhã de sábado, contando que estava na festa na casa de uma menina e que várias pessoas estavam dormindo. O jogador disse ainda que havia na casa uma “coroa” (se referindo à Cristiana, mãe de Allana) e que ia ter relações sexuais com ela. Daniel também contou que o marido, Edison Júnior, estava no local.

Por mensagem, o amigo alertou Daniel para o perigo de ser expulso da casa. Em seguida, o jogador enviou uma foto ao lado de Cristiana, que parece estar dormindo.

Ainda segundo o G1, às 8h34, Daniel envia outra foto ao lado de Cristiana e disse ao amigo que teve relação sexual com ela.

No minuto seguinte, o atleta escreveu a última mensagem: “O que aparecer amanhã é nóis”. O amigo perguntou o que Daniel quis dizer, mas não recebeu respostas.

CRIME

O corpo de Daniel Corrêa foi encontrado pela polícia às 10h30 de sábado (27 de outubro), em um matagal, com mutilações e sinais de tortura.

No domingo, 28 de outubro, um amigo ficou sabendo que havia um corpo não identificado no IML. Ele reconheceu Daniel.

A Polícia Civil informou que a vítima teve o órgão genital cortado. O Instituto Médico-Legal (IML) apontou ferimento por arma branca como causa preliminar da morte. (Notícias ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »