Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

As notícias da Cidade Alta que querem abrir o Palácio presidencial aos angolanos

O secretário para os Assuntos de Comunicação Institucional e de Imprensa do Presidente da República, Luís Fernando, lançou esta segunda-feira, 5, o livro “Notícias do Palácio – O Primeiro Ano de Mandato do Presidente João Lourenço”, que se propõe abrir o Palácio presidencial aos angolanos.

Em declarações à agência Lusa, Luís Fernando explicou que o livro “é uma espécie de reportagem”, que aborda a dimensão pública da vida na Cidade Alta.

“Obviamente que não são questões que revelam segredos de Estado. São os acontecimentos públicos, que eu apenas trato, dando-lhe uma capa romanceada, se quiser, e é isto que eu conto. Conto as viagens, como se prepararam, quais as peripécias, etc. Não é um livro extraordinário, é um livro normalíssimo”, resume o autor.

Segundo Luís Fernando, que apresentou “Notícias do Palácio – O Primeiro Ano de Mandato do Presidente João Lourenço” no Memorial Dr. Agostinho Neto, a ideia do livro é “abrir, em primeiro lugar, o Palácio às pessoas, aos angolanos”.

O secretário para os Assuntos de Comunicação Institucional e de Imprensa do Presidente da República nota que apesar de o Palácio representar o centro político do poder em Angola, “desde que o país se tornou independente [em 1975], ninguém sabe o que é”, quais “as suas vertentes mais gerais, quem lá trabalha, o que se faz, como é o dia-a-dia”.

Com as “Notícias do Palácio”, Luís Fernando propõe-se desfazer esse “mistério”.

Nascido no Uíge há 57 anos, o autor, que foi jornalista durante mais de metade da vida, venceu o Prémio Maboque de Jornalismo em 2011.

Desde 2009 membro da União dos Escritores Angolanos (UEA), estreou-se nas lides literárias, em 1999, com “Noventa Palavras”. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »