Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angola sobe dois lugares mas ainda tem o 18.º pior ambiente de negócios

O País apresentou melhorias em cinco das dez categorias analisadas pelo Banco Mundial, mas na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), apenas a República Democrática do Congo obteve piores resultados no relatório Doing Business 2019.

Angola subiu dois lugares no ranking do relatório Doing Business do Banco Mundial, sobretudo graças às melhorias na facilitação do comércio internacional e na monitorização da qualidade do fornecimento de energia eléctrica. No entanto, a ascensão à posição 173, entre 190 países, apenas permitiu a Angola passar da 16.ª para a 18.ª economia com pior ambiente de negócios, com 41,49 pontos na pontuação global, mais 2,16 face aos resultados actualizados do ano anterior.

O relatório “Doing Business – 2019: Treinar para Implementar Reformas”, do Banco Mundial, analisou as medidas adoptadas em 10 categorias, entre 2 de Junho de 2017 e 1 de Maio de 2018, tendo concluído que “foi estabelecido um novo recorde em termos dos esforços de redução da burocracia para o sector privado”.

Ao todo, contabiliza o Banco Mundial, 128 economias implementaram 314 reformas de negócios neste período, medidas que “beneficiaram pequenas e médias empresas e também novos empreendedores, possibilitando a criação de empregos e estimulando os investimentos privados.” A África Subsaariana lidera, com 107 reformas implementadas por 40 países, incluindo Angola, “um novo recorde pelo terceiro ano consecutivo para a região”.

No País, o relatório destaca a “melhoria da monitorização e regulação das interrupções de energia, com o início dos registos do índice anual de duração média das interrupções longas do sistema (SAIDI, na sigla inglesa) e do índice de frequência média de interrupções longas do sistema (SAIFI) para todas as interrupções com duração superior a três minutos (em vez dos 15 medidos anteriormente).” Esta medida resultou numa subida de 10 pontos na categoria “obtenção de electricidade” (agora na posição 152 do ranking) (Expansão)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »