Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Sudão do Sul vai mediar conflito entre Governo do Sudão e os rebeldes

O Sudão do Sul vai mediar na capital do país, Juba, as negociações entre o Governo do Sudão e os rebeldes do Nilo Azul e Kordofan do Sul, que travam um conflito armado desde o verão de 2011.

O secretário de imprensa do Governo sudanês, Wek Ateny, disse à agência Efe que o Presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, terá no início da próxima semana reuniões conjuntas com os representantes do Governo do Sudão e do Movimento Popular de Libertação do Sudão-Setor Norte (MLPS-N).

Ateny destacou que “Kiir é a pessoa adequada para mediar entre o Governo do Sudão e o MLPS-N, pelas ligações históricas que tem com os dirigentes” da organização, de que o Presidente do Sudão do Sul foi líder, antes da independência do seu país, em 2011.

O líder rebelde de Kordofan do Sul, Abdelaziz al Helu, e o comandante do Nilo Azul, Malek Eqar, trabalharam com Kiir durante “a luta armada”, em alusão à guerra civil, iniciada em 1983, que terminou com o acordo de paz entre os rebeldes e o Governo sudanês em 2005.

No domingo, o porta-voz do braço do movimento liderado por Eqar acolheu bem a iniciativa de Kiir, que visa “unificar os grupos do MLPS-N, com o propósito de chegar a uma solução global para colocar um fim à guerra no Nilo Azul e Kordofan do Sul”.

O Movimento Popular que opera nos estados do Nilo Azul e de Kordofan do Sul foi dividido em março passado em dois braços, um sob a liderança de Eqar e o outro de Al Helu.

O chefe da delegação de negociação do Governo sudanês, Faisal Hasan Ibrahim, anunciou que o Presidente do Sudão, Omar al Bashir, aceitou a iniciativa lançada por Juba.

Ibrahim afirmou que Kiir quer “devolver o favor a Cartum”, que recebeu as negociações entre o Governo do Sudão do Sul e a oposição armada, entre junho e agosto, até à assinatura de um acordo de paz, que já entrou em vigor.

Sudão e Sudão do Sul dividiram-se em 2011 depois de um referendo no Sudão do Sul e as relações entre os dois países africanos ficaram tensas nos últimos anos até à mediação bem-sucedida de Cartum no conflito do Sudão do Sul. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »