Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Economia é vulnerável à conjuntura na China

Um abrandamento de 3,00 pontos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB) da China, representa uma contracção de 1,00 por cento do crescimento económico da República Democrática do Congo (RDC), de acordo com dados de um estudo do Banco Mundial citados ontem pela imprensa congolesa.

A relação é estabelecida pela concentração das exportações congolesas na China (28,2 por cento em 2017), as quais expõem a economia do país africano às flutuações do seu parceiro asiático.

Os dados indicam que um hipotético arrefecimento da economia chinesa traduz-se numa queda da procura de recursos minerais, afectando as exportações congolesas de cobre e cobalto.

Além disso, a probabilidade de um possível declínio dos preços das matérias-primas, em consequência das guerras comerciais, teria como o efeito a ampliação do défice do Tesouro e o aumento do risco de financiamento à economia, num contexto marcado pela ausência de um mercado de títulos públicos.

O estudo do Banco Mundial estima que uma desaceleração do crescimento económico na China de 3,00 pontos percentuais custaria à RDC 320 milhões de dólares (98 mil milhões de kwanzas) em reservas cambiais, o que levaria a uma redução da capacidade do Banco Central do Congo de intervir efectivamente no mercado de câmbio e na alocação de divisas. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »