Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Notícias falsas convenceram 90% dos eleitores de Bolsonaro

Um estudo da organização Avaaz apontou que 98,21% dos eleitores do Presidente eleito brasileiro, Jair Bolsonaro, foram expostos a uma ou mais notícias falsas durante a campanha eleitoral e 89,77% acreditaram que eram verdade.

“As ‘fake news’ [notícias falsas, em português] devem ter tido uma influência muito grande no resultado das eleições, porque as histórias tiveram um alcance absurdo. A informação [falsa] das fraudes em urnas eletrónicas com o intuito de contabilizar votos para Fernando Haddad, do PT [Partido dos Trabalhadores], alcançou 16 milhões de pessoas nas redes sociais, 48 horas após a primeira volta das eleições e a notícia continuou viva na segunda volta”, afirmou o coordenador de campanhas da Avaaz, Diego Casaes, citado pelo jornal Folha de São Paulo.

A pesquisa foi realizada pela plataforma Idea Big Data, de 26 a 29 de outubro, com 1491 pessoas no país, tendo analisado as rede socias Facebook e Twitter.

“As pessoas conhecem o problema das ‘fake news’ e têm clareza do impacto negativo que causam, mas as notícias falsas trazem elementos passíveis da verdade, como a montagem do vídeo no caso da informação sobre a fraude nas urnas, por exemplo”, afirmou Casaes.

O estudo também revelou que 85,2% dos eleitores do Bolsonaro entrevistados leram a notícia que Fernando Haddad implementou o ‘kit gay’ (livro sobre educação sexual) e 83,7% acreditaram na história, que se comprovou ser falsa.

Dos eleitores de Haddad que foram entrevistados, 61% viram a informação e 10,5% acreditaram nela.

O CEO (chefe executivo) e fundador da Avaaz, Ricken Patel, disse que a democracia brasileira está a afogar-se em notícias falsas: “Essas histórias foram armas tóxicas cuidadosamente fabricadas para destruir a elegibilidade de um candidato. E com a ajuda do Facebook e WhatsApp”, afirmou.

O candidato do Partido Social Liberal (PSL, extrema-direita), Jair Messias Bolsonaro, 63 anos, capitão do Exército reformado, foi eleito no domingo, na segunda volta das eleições presidenciais, o 38.º Presidente da República Federativa do Brasil, com 55,1% dos votos, derrotando o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, que teve 44,9% dos votos. (Jornal de Notícias)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »