Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Presidente da FIFA terá encoberto doping financeiro de PSG e Man. City

Segundo as informações obtidas pela plataforma que expôs vários casos do futebol mundial nos últimos dois anos – entre os quais a acusação de violação a Cristiano Ronaldo -, o atual presidente da FIFA, Gianni Infantino, terá ajudado a encobrir as quebras das regras do fairplay financeiro por parte do Paris Saint Germain e do Manchester City, dois clubes controlados por milionários árabes.

Os documentos obtidos pelo Football Leaks e disponibilizados a um consórcio europeu de investigação que reúne vários órgãos de comunicação social, entre os quais o alemão Der Spiegel e o francês Mediapart, revelam que os dois clubes em questão terão beneficiado de “doping” financeiro com a colaboração da UEFA, graças à ação de Michel Platini, então presidente do organismo europeu, e de Infantino, na altura secretário-geral, que terão ajudado sistematicamente PSG e Manchester City a evitar sanções.

Ao contrário do que aconteceu com outros clubes, como o Málaga ou outros do Leste europeu, PSG e Manchester City conseguiram evitar sempre a exclusão das provas europeias, apesar de, segundo os documentos agora trazidos a público, terem beneficiado de investimentos “ilegais” de 1800 milhões e 2700 milhões de euros, respetivamente.

Infantino ter-se-á reunido em segredo com os altos mandatários do PSG (controlado por fundos da família real do Qatar) e do Manchester City (cujo dono é também do Médio Oriente, de Abu Dhabi) para cozinhar acordos que permitiram contornar os regulamentos do fairplay financeiro.

A informação revelada pelo Der Spiegel e pelo Mediapart fala em acordos de patrocínio “fictícios” com efeitos retroativos, de forma a “limpar” os défices financeiros dos dois clubes.

O PSG já negou “firmemente”, em comunicado, as acusações veiculadas esta sexta-feira, garantindo ter sempre agido “no respeito absoluto pelas leis e regulamentos”.

Novas revelações prometidas
Os documentos do Football Leaks publicados esta sexta-feira revelam ainda uma conspiração de alguns dos maiores clubes europeus, entre os quais o Bayern de Munique, Juventus e Real Madrid, para a criação de uma Superliga europeia com 18 clubes (nos quais poderia eventualmente entrar um representante português).

O Der Spiegel anuncia ainda mais revelações para as próximas semanas, entre as quais os resultados positivos de doping de um múltiplo vencedor da Liga dos Campeões e os esquemas de fuga fiscal de alguns clubes da Premier League. (Diário de Notícias)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »