Smiley face

Juventude instada à uma participação activa no combate à corrupção

0 31

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A secretária de Estado para a Juventude, Guilhermina Fundanga Manuel defendeu, quinta-feira, em Ndalatando (Cuanza Norte) uma participação activa dos jovens na promoção de denúncias e acções viradas ao combate à corrupção em prol da moralização da sociedade.

A responsável proferiu tal depoimento quando intervia no acto central nacional do 1 de Novembro (dia da Juventude Africana) decorrido em Ndalatando, tendo a necessidade dos jovens terem um maior envolvimento no combate às várias formas de corrupção e apoiarem as iniciativas do executivo de combate às acções lesivas ao interesse público.

Guilhermina Manuel apontou a pobreza, a falta de uma adequada formação profissional, a gravidez precoce, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o uso de drogas, as doenças de infeção sexualmente transmissíveis e em particular o VIH-Sida, como principais problemas que afectam a juventude angolana e que continuarão a merecer a atenção do governo visando assegurar a valorização e participação activa dos jovens nas tarefas de desenvolvimento do país.

A responsável apelou o envolvimento activo dos jovens no combate à corrupção, por constituir um fenómeno que entrava o desenvolvimento sustentável dos países.

Para o presente ano, aludiu que a data se celebra sob o lema “ Aumentar as vozes da juventude no combate à corrupção em África”, como demonstração da participação da referida franja na moralização da sociedade.

Por seu turno, a vice-governadora do Cuanza Norte para o sector político e social, Leonor da Silva Garibaldi destacou a institucionalização do dia da juventude africana como uma forma encontrada pelos Estados para reconhecer o papel dos jovens como força motriz no desenvolvimento de qualquer nação.

A governante instou os jovens a renovarem a consciência, adoptando uma postura exemplar no cumprimento das tarefas a que estão acometidos e apoiarem as várias acções do executivo de reforço da economia e estabilização da nação.

Ainda por ocasião do dia da juventude africana, a secretária de Estado para o sector da Juventude, Guilhermina Manuel entregou kits de massificação de desporto a algumas associações juvenis locais e máquinas de costura para o fomento da formação profissional.

O evento foi ainda marcado pela realização de uma palestra sobre o papel da juventude no combate à corrupção.

O 1 de Novembro foi instituído como dia da juventude africana em 2006, por ocasião da cimeira da União Africana decorrida em Addis-Abeba (Etiópia), tendo a sua entrada em vigor em todo continente, sido encarado como um instrumento jurídico e político de protecção da juventude e de participação activa no desenvolvimento dos respectivos países. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »