Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Seguradoras aplicam AKz 146 mil milhões em investimento

As seguradoras e sociedades gestoras de fundos de pensões investiram, no ano transacto, 146 mil milhões, 499 milhões, 444 mil e 214 kwanzas (equivalente a 882 milhões, 531 mil e 582 dólares norte-americanos), no âmbito da dispersão da carteira de risco.

A nível da estrutura da carteira de investimento, a maior concentração dos investimentos deu lugar aos depósitos em instituições de crédito, no valor de 59 mil milhões, 588 milhões, 762 mil e 797 kwanzas, estando na ordem dos 40,68%.

De acordo com dados avançados nesta quinta-feira, em Luanda, no 3º Fórum Seguros “ Resseguro e Co-Seguro”, uma iniciativa do Jornal Expansão, 36,71% , num valor de 53 mil milhões, 782 milhões, 598 mil e 130 kwanzas foram investidos em imóveis.

Sem dados comparativos com o período homologo (2016), as seguradoras investiram também em títulos de rendimentos variáveis e fixos, depósitos junto de empresas cedentes.

Actualmente, a quota de mercado das seguradoras é liderada pela Ensa-Seguros de Angola ( 38%) Saham (15,49%), Fidelidade (11,7%), Nossa (8,35%), Global Seguros (7,57%) , Bonws (3,6%), entre outros.

O documento apresentando pelo da direcção de Supervisão e Inspecção da Arseg, Silvano Pinto Adriano, também faz menção do mercado dos fundos de pensões, que conta actualmente com oito entidades que gerem 31 fundos entre abertos e fechados.

Em 2017, as contribuições deram em 710 milhões, 344 mil e 452 mil kwanzas em fundos abertos e quatro mil milhões, 258 milhões, 804 mil e 118 kwanzas em fechados.

O 3º fórum seguro promovido pelo Jornal Expansão “O Resseguro e o Co-Seguro” serviu para identificar as principais tendências do sector para apontar caminhos e sugerir medidas de política e acções com o objectivo de contribuir para a afirmação em Angola de companhias seguradoras sólidas para mitigar riscos e contribuir para financiar a economia, ajudando à criação de emprego e geração de riqueza. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »