- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA Google. Funcionários protestam para exigir medidas contra assédio sexual

Google. Funcionários protestam para exigir medidas contra assédio sexual

Vários trabalhadores da Google estão hoje a manifestar-se junto aos escritórios da empresa – por todo o mundo -, para exigir medidas por parte da Google contra os casos de assédio sexual que foram conhecidos nos últimos dias.

Em causa está a iniciativa ‘Walkout For Real Change’, e a manifestação foi convocada uma semana depois de terem sido divulgados casos de assédio sexual cometidos por executivos da Google e da Alphabet.

Os funcionários exigem com o protesto desta quinta-feira o “fim da arbitragem forçada em casos de assédio e de discriminação para todos os funcionários atuais e futuros”, assim como um “compromisso para acabar com a desigualdade de salários e de oportunidades” e “um relatório transparente sobre assédio sexual” na empresa.

Além disso, reivindicam ainda “um processo claro, uniforme e inclusivo para que os queixosos de assédio sexual o possam fazer de forma segura e anónima” e uma “promoção do responsável pelo departamento de Diversidade para […] fazer recomendações diretamente ao Conselho de Administração”.

Recorde-se que na semana passada, a Google anunciou que despediu 48 funcionários por alegados casos de assédio sexual nos últimos dois anos, depois de o New York Times ter noticiado que a gigante norte-americana tinha abafado alguns casos. (Sol)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.