Portal de Angola
Informação ao minuto

Angola e RDC criam comissão para pesquisas sísmicas

PRESIDENTE DA RDCONGO, JOSEPH KABILA, (ESQ.) COM HOMÓLOGO ANGOLANO, JOÃO LOURENÇO, EM DECLARAÇÕES À IMPRENSA (FOTO: FRANCISCO MIUDO)

Angola e a República Democrática do Congo decidiram criar nesta quarta-feira uma comissão de peritos, que deverá reunir em Luanda o mais breve possível, para tratar e propor soluções adequadas à questão do uso recíproco das águas territoriais dos dois países sempre que se esteja em presença de pesquisas sísmicas.

De acordo com uma nota do Ministério a que a Angop teve hoje acesso, a comissão de peritos foi criada por ocasião de uma reunião, em Kinshansa, entre o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino Azevedo, e do ministro dos Hidrocarbonetos da RDC, Aimé Ngoimukena Lusa Diese.

No encontro, as delegações trataram questões ligadas à pesquisa sísmica, exploração e produção de hidrocarbonetos, na zona marítima de interesse comum e regulação de tráfico de produtos petrolíferos na zona de fronteira comum entre os dois países.

Durante a reunião, as partes decidiram ainda criar um grupo de trabalho para examinar a questão da exploração e produção de hidrocarbonetos ao longo da zona marítima de interesse comum, com vista a dissipar mal entendidos do passado relacionado a essa questão.

Entretanto, sobre o tráfico de produtos petrolíferos na fronteira comum entre os dois países, as partes entenderam a necessidade da criação de uma comissão interministerial alargada aos especialistas de ministérios afins, com a finalidade de propor um mecanismo de regulação.

Na ocasião, as duas delegações saudaram a excelência das relações existentes nos dois Estados em matéria de gestão comum, em hidrocarbonetos.

Acompanharam o governante angolano a RDC, o secretário de Estado dos Petróleos Paulino Jerónimo, embaixador de Angola no Congo, José João Manuel e gestores da Sonangol. (Angop)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »