- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Angola e RDC criam comissão para pesquisas sísmicas

Angola e RDC criam comissão para pesquisas sísmicas

Angola e a República Democrática do Congo decidiram criar nesta quarta-feira uma comissão de peritos, que deverá reunir em Luanda o mais breve possível, para tratar e propor soluções adequadas à questão do uso recíproco das águas territoriais dos dois países sempre que se esteja em presença de pesquisas sísmicas.

De acordo com uma nota do Ministério a que a Angop teve hoje acesso, a comissão de peritos foi criada por ocasião de uma reunião, em Kinshansa, entre o ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino Azevedo, e do ministro dos Hidrocarbonetos da RDC, Aimé Ngoimukena Lusa Diese.

No encontro, as delegações trataram questões ligadas à pesquisa sísmica, exploração e produção de hidrocarbonetos, na zona marítima de interesse comum e regulação de tráfico de produtos petrolíferos na zona de fronteira comum entre os dois países.

Durante a reunião, as partes decidiram ainda criar um grupo de trabalho para examinar a questão da exploração e produção de hidrocarbonetos ao longo da zona marítima de interesse comum, com vista a dissipar mal entendidos do passado relacionado a essa questão.

Entretanto, sobre o tráfico de produtos petrolíferos na fronteira comum entre os dois países, as partes entenderam a necessidade da criação de uma comissão interministerial alargada aos especialistas de ministérios afins, com a finalidade de propor um mecanismo de regulação.

Na ocasião, as duas delegações saudaram a excelência das relações existentes nos dois Estados em matéria de gestão comum, em hidrocarbonetos.

Acompanharam o governante angolano a RDC, o secretário de Estado dos Petróleos Paulino Jerónimo, embaixador de Angola no Congo, José João Manuel e gestores da Sonangol. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.