Portal de Angola
Informação ao minuto

Banco de Leite Humano vai aumentar a taxa de aleitamento materno em Moçambique

(ANTÓNIO SILVA/LUSA)

Maputo tem o primeiro banco de leite humano de Moçambique, que pretende aumentar a taxa de aleitamento no país, actualmente nos 55% dos recém-nascidos, anunciou a ministra da Saúde.

Maputo tem, a partir de esta sexta-feira, o primeiro banco de leite humano de Moçambique, que pretende aumentar a taxa de aleitamento no país, actualmente nos 55 por cento dos recém-nascidos, anunciou a ministra da Saúde.

“O Banco de Leite Humano que esta sexta-feira inauguramos vai ajudar a aumentar a taxa de aleitamento materno exclusivo, que actualmente se situa nos 55%” dos recém-nascidos, disse Nazira Abdula.

Nazira falava na inauguração do Banco de Leite Humano, a primeira estrutura médica do género no país, e que resulta da cooperação entre o Brasil, Moçambique e o Reino Unido.

O principal objectivo do espaço será a colecta de leite das doadoras, o seu processamento e oferta, sob prescrição médica, a bebés prematuros ou em situação de saúde grave.

O desafio passa por assegurar que o leite doado chega a cada bebé com a qualidade e quantidade desejada, acrescentou a ministra.

Os últimos dados indicam que 45% das mães em Moçambique não garantem aleitamento materno exclusivo aos seus bebés nos primeiros seis meses de vida, o que pode comprometer o desenvolvimento e a saúde da criança. Entre 2011 e 2015, a percentagem de mães que deram leite materno em exclusividade aumentou de 43 para 55%, segundo dados oficiais. (Observador)

por Lusa

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »