Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Propostas de investimento privado avaliadas em USD 10 milhões

Pelo menos dez milhões de dólares é o valor correspondente às propostas de investimento privado analisadas e registadas pela Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX), desde a entrada em vigor da nova Lei de Investimento Privado, em Junho último.

Este montante, resulta do registo de mais de 25 projectos de investimento privado que foram analisados pela AIPEX, segundo a gestora do departamento jurídico desta agência, Flávia Gomes, tendo considerado o volume de investimento feito como um valor considerável que impulsiona a actividade económica no País.

A responsável, que falava à imprensa esta sexta-feira, em Luanda, após ter apresentado o tema “A nova Lei do Investimento Privado: benefícios e vantagens a nível nacional”, na 66ª Edição do “1st Friday Club (1FC) “, afirmou que além deste investimento, a AIPEX ainda tem em sua posse várias propostas de investimento que precisam ser analisadas e registadas.

Apontou os sectores de comércio e indústria transformadora como as áreas que mais atraem os investidores nacionais e estrangeiros no País.

Quanto a implementação dos projectos aprovados e registados, Flávia Gomes disse que a AIPEX tem feito o acompanhamento necessário, através de visitas periódicas e solicitação de informações às empresas, para averiguar o cumprimento das obrigações inicialmente declaradas pelos investidores.

Sem citar o número de postos de trabalho que poderão ser criados com implementação destas propostas, referiu que a aprovação dos projectos de investimento privado contempla e obedece a Lei que obriga a admissão de 30% de trabalhadores estrangeiros e 70% da mão-de-obra nacional.

Ao apresentar os benefícios da nova Lei de Investimento Privado aos investidores americanos e nacionais, a gestora apelou aos empresários a investirem mais nos sectores prioritários do País como agricultura, infra-estruturas e no saneamento básico.

Na ocasião, a directora executiva da Câmara de Comércio EUA-Angola, Chindalena Lourenço, considerou a nova Lei do Investimento Privado como “amiga do investidor”, por satisfazer os anseios dos empresários.

Apelou, por outro lado, a necessidade de se regulamentar,urgentemente, este diploma para evitar alguns constrangimentos que ainda dificultam os empresários.

Entre várias vantagens, a nova Lei de Investimento Privado elimina a obrigatoriedade de parceria nacional nos investimentos e do montante de um milhão de dólares como valor mínimo para o investimento. A redução das taxas dos impostos também consta dos benefícios dos investidores nacionais e estrangeiros.

A Lei divide ainda o país em quatro zonas (A,B,C e D) e dá prioridade de investimentos em primeiro lugar aos sectores da educação, formação técnico-profissional, ensino superior, investigação cientifica e inovação, seguindo-se a agricultura e agro-indústria, em terceiro lugar às unidades e serviços especializados de saúde, em quarto lugar, o reflorestamento, transformação industrial de recursos florestais e silvicultura.

A 66ª edição do “1st Friday Club (1FC) “, uma iniciativa da Câmara de Comércio EUA-Angola (USACC) contou com a presença de empresários de ambos os países.

O “1st Friday Club” é um evento organizado pela USACC na primeira sexta-feira de cada mês, que reflecte a dinâmica da cooperação entre Angola e os Estados Unidos da América, assim como as relações de amizade e respeito mútuo entre os seus dois povos, representados por empresários dos mais variados sectores da economia.

A USACC surgiu no dia 28 de Junho de 1990, quase três anos antes da normalização das relações diplomáticas entre os dois países, que ocorreu a 19 de Maio de 1993. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »