Portal de Angola
Informação ao minuto

Número de estrangeiros impedidos de entrar em Moçambique baixou 21% até setembro

(ANTONIO SILVA/EPA)

O número de cidadãos estrangeiros que viram a entrada em Moçambique recusada nos últimos nove meses reduziu em 21% face a igual período do ano passado.

O número de cidadãos estrangeiros que viram a entrada em Moçambique recusada nos últimos nove meses reduziu em 21% face a igual período do ano passado, anunciou quinta-feira a porta-voz do Serviço Nacional de Migração.

No total, aquele serviço negou a entrada no país a 1.471 cidadãos estrangeiros até setembro, contra os 1.863 em igual período de 2017, avançou Cira Fernandes, falando em conferência de imprensa, em Maputo.

Entre as principais causas, as autoridades moçambicanas destacam a falta de visto e clareza quanto aos motivos da viagem a Moçambique, a falsificação de documentos e ausência de meios de subsistência.

Os estrangeiros que viram os seus pedidos de entrada recusados são maioritariamente de Bangladesh, com 25% do número total, seguido da Nigéria e da Etiópia, ambos com 11%, e, por último, o Paquistão, com 8%. (Observador)

por Lusa

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »