Smiley face

Dinamismo da imprensa satisfaz chefe de Estado

0 28

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O sector da comunicação social em Angola está mais dinâmico e próximo das populações, considerou nesta segunda-feira, em Luanda, o chefe de Estado, João Lourenço.

Na abertura do novo ano parlamentar, o Presidente da República disse que os media têm transmitido informações que reflectem o verdadeiro “modus vivendi” da população no país.

Segundo João Lourenço, a nível nacional estão a ser removidos os obstáculos legais e operacionais que impediam a abertura de canais de televisão e emissoras de rádio.

Neste contexto, citou o caso da expansão do sinal da Rádio Ecclésia, actualmente a transmitir para todo o território nacional.

Informou que este direito está a ser, igualmente, aplicado às demais entidades idóneas interessadas e que reúnam os requisitos previstos na lei.

O Presidente João Lourenço apresentou o Estado da Nação, um imperativo da Constituição da República que entrou em vigor em Fevereiro de 2010.

O Parlamento da República de Angola é um órgão de soberania, de legislatura unicamaral. Sob os termos da Constituição, representa o povo e é investido com o Poder Legislativo.

É composto por 220 deputados: 130 são eleitos pela representação proporcional e 90 pelos círculos provinciais. Os deputados são eleitos de cinco em cinco anos.

Neste órgão de soberania estão representadas as forças políticas com os números de deputados: MPLA (150), UNITA (51), CASA-CE (16), PRS (2) e FNLA (1).

O PRS e a FNLA estão sem grupos parlamentares por não terem obtido, nas eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, o mínimo de três deputados, pois só possuem representações nos termos do Regimento Interno da Assembleia Nacional. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »