Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Prémios de seguro atingem Akz 111 mil milhões

Cento e onze mil milhões de kwanzas (672 milhões de dólares americanos) é o valor de prémios de seguro registado em 2017 em Angola, um aumento de nove mil milhões de kwanzas em relação ao período homólogo.

Em 2016, o sector segurador obteve prémios no valor 102 mil milhões, 433 milhões, 979 mil e 481 kwanzas de acordo com um documento da Agência Reguladora de Seguros (Arseg) a que Angop teve acesso na 41ª Reunião Bianual do Comité de Seguros, Valores Mobiliários e Instituições Financeiras Não-Bancárias da África-Austral (CISNA).

Dados provisórios, apontam que em 2017, os fundos de pensões atingiram os 138 mil milhões de kwanzas (cerca de 834 milhões de dólares).

Para a secretária de Estado das Finanças e do Tesouro , Veras Daves, que falava nesta sexta-feira, no acto de abertura da 41ª Reunião Bianual do Comité de Seguros, Valores Mobiliários e Instituições Financeiras Não-Bancárias da África-Austral (CISNA), tais números representam a firmeza e compromissos em busca da modernização dos seguros e fundos de pensões em Angola.

Lembrou ter sido criado, em Março deste ano, um grupo de trabalho responsável pela revisão de todo o quadro legal, no sentido de alinha-lo às melhores práticas internacionais defendias pela Associação Internacional de Fundos de Pensões (IAIS), pela Organização Internacional de Fundo de Pensões (IOPS) e pelo Cisna.

Para a responsável, este alinhamento do quadro legal conformará o sector dos seguros e fundos de pensões ao desenvolvimento actual da economia e do sistema financeiro, de modo a dar-lhe mais coerência e competitividade.

Acrescentou que a aposta contínua no reforço da sustentabilidade do sector segurador, por via do alargamento da matéria segurável, a implementação por parte das empresas de mecanismos de co-seguro e de partilha de riscos, como medida de retenção de recursos financeiros no país, vai permitir aliviar a pressão que se regista sobre a balança de pagamento.

No âmbito da harmonização da regulação na região, a 41ª reunião Bianual do Cisna que reúne 15 países da região da SADC, prevê finalizar a proposta de regulamento sobre requistos mínimos para regulação dos organismos de investimento colectivo e centrais de valores mobiliários.

Neste encontro Angola é representada pela Comissão de Mercado de Capitais e pela Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), que controla no mercado 26 fundos de pensão autorizados, geridos por quatro sociedades, e cerca de duas dezenas de seguradoras. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »