Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Rui Massena apresenta novo disco no Coliseu Porto Ageas

“III” é o nome do novo álbum de Rui Massena Band, que estará nas lojas a 3 de Novembro e que está já disponível em pré-venda na Fnac e no iTunes.

São raras as figuras da música clássica a tornarem-se artistas de referência no universo da música popular. Em Portugal, são mais raras ainda – e, hoje em dia, resumem-se a um único nome: Rui Massena.

Divulgador incansável da música erudita, premiado internacionalmente, maestro convidado da Sinfónica de Roma – mas também músico de enorme sucesso popular, com dois álbuns que chegaram ao primeiro lugar dos tops, Rui Massena não faz distinções entre géneros musicais. O seu novo álbum, “III”, é a melhor prova disso.

Lançado a 3 de Novembro pela Universal Music, “III” é, nas palavras do seu autor, “um disco de grande avanço para mim”, “um resumo do que fiz até agora em palco”. Produzido pelo próprio Rui Massena e pelo cúmplice Mário Barreiros, “III” foi gravado em duas cidades.

Em Berlim, Rui Massena trabalhou com o produtor e técnico de captação e mistura Tobias Lehman, vencedor de dois Grammy e veterano da editora Deutsche Grammophon. “A ideia foi escolher um estúdio com grande acústica, com um piano que está constantemente em uso, como um carro de fórmula 1 que está sempre a ser afinado”, no caso um Steinway usado habitualmente pela Filarmónica de Berlim.

No Porto, as gravações decorreram com a Band de cinco elementos que tem acompanhado Rui Massena em palco ao longo dos últimos doze meses. “Mas esta não é a Band que se ouviu em palco”, explica o maestro. “Em palco, a Band era um projecto muito mais de ruptura, enquanto neste disco procurei encontrar um certo equilíbrio entre coisas que aprecio muito, juntar à minha formação clássica algo do som electrónico que se faz hoje em dia. Procurei manter a emotividade do meu segundo álbum e acrescentar um processo de fusão, electrónica e acústica. Abordei uma linguagem que desconhecia até pegar nela desta maneira e a organizar”.

No essencial, “III” é, contudo, um disco inconfundivelmente de Rui Massena. “Continua a ser a minha música: promove a tranquilidade que eu considero fundamental, com algo se quiser de terapêutico. Contém a emotividade que me faz vibrar e acrescenta-lhe um novo vocabulário, sons organizados de maneira desafiadora. O desafio com a Band foi descobrir novos sons, aumentar o meu léxico, tentando criar conjugações sonoras originais. E, no fim deste processo, reconheci para onde quero ir. “III” é um avanço na minha identidade como compositor.”

Com sete novos temas instrumentais compostos por Rui Massena e produzidos por Massena e Mário Barreiros, “III” foi masterizado em Nova Iorque pelo engenheiro vencedor de um Grammy Joe Laporta, e é editado a 3 de Novembro pela Universal Music. “III” será em seguida apresentado em palco numa digressão que tem já passagem garantida pelo Coliseu do Porto a 1 de Fevereiro de 2019.

(Nota enviada à nossa redacção com pedido de publicação)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »