Portal de Angola
Informação ao minuto

Cerâmica abandonada nos arredores de Luanda

A unidade fabril abandonada nunca entrou em funcionamento (Fotografia: Edições Novembro)

Uma cerâmica localizada na comuna de Cassoneca, município de Icolo e Bengo, a 60 quilómetros de Luanda, foi abandonada pelos seus proprietários há cerca de cinco anos.

Segundo o administrador de Icolo e Bengo, Noivito Agostinho Pedro, a administração não tem nenhum registo sobre os proprietários do empreendimento, que fica a cerca de três quilómetros da Estrada Nacional 230.
A administração, disse Noivito Pedro, está a fazer diligências para localizar os proprietários da cerâmica, cujos equipamentos comprovam que nunca funcionou.

“Comunicámos às instâncias superiores da existência dessa infra-estrutura”, frisou Noivito Agostinho Pedro, no cargo desde Abril deste ano.

Em declarações à Televisão Pública de Angola, o administrador de Icolo e Bengo informou, citando dados recolhidos na população, a existência de um corpo de segurança que também abandonou o local há cerca de um ano.

Segundo cálculos da administração, que localizou a fábrica através de denúncias da população, depois de uma visita de Noivito Agostinho Pedro, o empreendimento vale cerca de dez milhões de dólares, o equivalente a mais de dois mil milhões de kwanzas.

“É muito dinheiro que está aqui atirado, que podia servir para o benefício da população, essencialmente os jovens que podiam encontrar aqui o seu emprego”, sublinhou Noivito Pedro. (Jornal de Angola)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »