Maria Eugénia Neto insta nova geração a inspirar-se nos ideais de Neto

0 34

A presidente da Fundação António Agostinho Neto (FAAN), Maria Eugénia Neto, aconselhou nesta quinta-feira os alunos do colégio com o nome do patrono da fundação, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a persistirem nos estudos e praticarem sempre o bem.

A viúva do primeiro Presidente de Angola, que se dirigia aos alunos desta instituição de ensino após ter inaugurado o busto de Agostinho Neto, erguido na parte frontal da escola, instou-os também a buscarem sempre a verdade e a usufruírem o belo.

Maria Eugénia Neto aconselhou a nova geração a seguir o exemplo dos melhores filhos de Angola para não se perderem na vaidade, no luxo, no efémero e na corrupção.

Descreveu a figura de António Agostinho Neto como um educador, mentor e mestre que aprendeu e estudou com seus pais que eram professores protestantes, tendo exercido também a mesma profissão ainda jovem.

Agostinho Neto, segundo disse, era um homem culto, instruído e inteligente, honesto, honrado e que muito amava o seu povo, educado numa universidade em Portugal onde se doutorou em medicina, cuja missão clássica da instituição é sempre a busca da verdade, do bem e do belo.

Referindo-se ao busto ora inaugurado, a presidente da Fundação Agostinho Neto disse que a presença física da escultura na escola marca uma aproximação entre a figura do Doutor António Agostinho Neto e às novas gerações que não o conheceram em vida.

Almejou, com isso, que esse facto seja um catalisador para a produção de excelentes alunos neste estabelecimento de ensino, com a orientação pedagógica dos melhores docentes.

Augurou, na ocasião, que sejam concluídas as obras de ampliação e modernização deste estabelecimento escolar que se encontram suspensas há já alguns anos para que os discentes e docentes usufruam das melhores condições de estudo e trabalho.

Acompanhada do governador provincial, Pedro Makita Armando Júlia, a presidente da Fundação António Agostinho Neto descerrou o busto patrocinado pela sua organização, cuja placa de identificação resume a trajectória histórica, política, poética e patriótica de Neto.

Maria Eugénia Neto encontra-se em Mbanza Kongo desde quarta-feira à frente de uma comissão da Fundação que dirige, onde, para além da inauguração do busto, desdobrou-se em visitas a locais de interesse histórico e cultural desta cidade Património Mundial.

Visita à exposição alusiva ao centenário natalício de Agostinho Neto, a celebrar-se a 17 de Setembro de 2022, marcou o fim da jornada de trabalho de Maria Eugénia Neto em Mbanza Kongo, que regressa sexta-feira a Luanda. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »