Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angola e China acabam com dupla tributação nas transacções comerciais

Angola e China deverão assinar entre terça e quarta-feira próximas um conjunto de acordos, um dos quais o que evita a dupla tributação nas transacções comerciais, soube hoje a Angop, em Luanda. Angola é actualmente um dos principais parceiros comerciais da China em África desde 2007.

As conversações com as autoridades chinesas fazem parte do programa oficial da visita de Estado que o Presidente da República, João Lourenço, efectuará nos dias 9 e 10 do presente mês à China a convite do seu homólogo do gigante asiático, Xi Jinping.

De acordo com a Casa Civil do Presidente da República, durante a visita, o Chefe de Estado angolano tem na agenda encontros com dirigentes chineses ao mais alto nível, nomeadamente com o Primeiro-Ministro, Li Zhanshu, na terça-feira, e com o Presidente Xi Jimping, no mesmo dia.

João Lourenço deixa Luanda sábado e far-se-á acompanhar por uma delegação de alto nível, composta por dois ministros de Estado, designadamente Manuel Nunes Júnior, do Desenvolvimento Económico e Social; e Frederico dos Santos Cardoso, chefe da Casa Civil do Presidente da República, ministros de vários pelouros como Relações Exteriores, Finanças, Construção e Obras Públicas, Transportes e Energia e Águas.

Integram igualmente a comitiva governamental, que se desloca a Pequim, capital da República Popular da China, funcionários do gabinete do Presidente da República.

Ao longo da última década, a China conseguiu conquistar uma posição proeminente na economia de Angola, embora as relações sino-angolanas se caracterizem, por um lado, pela crescente procura chinesa por petróleo e por recurso financeiro e, por outro, pela necessidade de reconstrução e pela produção do crude do país.

A cooperação oficial da China com Angola, e com África em geral, é dominada por empréstimos financeiros disponibilizados pelos seus principais bancos para a construção ou reabilitação de infra-estruturas.

O Governo chinês estendeu oficialmente linhas de crédito a Angola através de vários dos seus bancos estatais de investimento. A primeira linha de crédito oficial chinesa para Angola data de 2002.

O primeiro empréstimo suportado pelo petróleo foi assinado com o Exim Bank em 2004. Este tipo de assistência financeira, assegurada pelo acesso chinês aos recursos naturais angolanos, trouxe consigo a compra de bens e a participação de empreiteiros chineses no país.

Outras importantes linhas de crédito chinesas para Angola foram canalizadas através do Fundo Internacional da China (CIF). Entre outros projectos, o CIF tem estado envolvido na reabilitação das três linhas ferroviárias nacionais e do novo aeroporto de Luanda.

No sector petrolífero, a participação tem sido conduzida pelo investimento directo das companhias petrolíferas nacionais chinesas. A Companhia Petroquímica da China (Sinopec) adquiriu a primeira participação num bloco petrolífero angolano pouco depois da assinatura da primeira linha de crédito do Exim Bank, em Março de 2004.

Angola estabeleceu relações com a República Popular da China em 1983. O comércio entre os dois países rendeu 24,8 mil milhões dólares em 2010, tendo no ano seguinte e nos primeiros oito meses de 2012 se tornado no segundo maior parceiro comercial da China em África, depois da África do Sul.

Desde a primeira conferência do Fórum de Cooperação entre China e África em 2000, Pequim concluiu 465 milhões nos projectos oficiais de financiamento ao desenvolvimento em Angola.

Isso inclui um empréstimo de 90 milhões do Banco de Exportações e Importações da China para a reabilitação do Caminho de Ferro de Luanda e a construção de uma linha de distribuição de electricidade de 45 quilómetros entre Quifangondo e Mabubas.

Angola também recebeu uma linha de crédito de mil milhões do Banco de Exportações e Importações da China para reparar a infra-estrutura do país. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »