Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Jornalista saudita crítico de Riad é dado como desaparecido em Istambul

Um jornalista saudita crítico com o poder em Riad foi dado como desaparecido pela sua namorada, nesta quarta-feira (3), 24 horas após ter entrado no consulado de seu país em Istambul, onde ainda permanece, de acordo com o governo turco.

Redator de artigos de opinião para o Washington Post em particular, Jamal Khashoggi, de 59 anos, não foi visto desde que entrou no consulado na terça-feira por volta de 13h00 GMT (07h00 de Brasília).

“Segundo a informação que temos, o indivíduo em questão, que é saudita, está no consulado”, declarou Ibrahim Kalin à imprensa.

Além disso, assinalou que o Ministério das Relações Exteriores e a polícia turcos “acompanham este caso” e que estão em contato com as autoridades do seu país e os funcionários sauditas.

Já as autoridades sauditas garantiram que Khashoggi desapareceu após ter deixado o consulado em Istambul.

O consulado geral da Arábia Saudita em Istambul “realiza os procedimentos de acompanhamento e coordenação com as autoridades locais turcas para descobrir as circunstâncias do desaparecimento de Jamal Khashoggi após deixar o prédio do consulado”, informa a agência oficial de notícias SPA.

O desaparecimento de Khashoggi foi denunciado nesta quarta mais cedo pelo editor-chefe da coluna de opinião do Washington Post, Eli López.

“Estamos monitorando a situação de perto, tentando obter mais informação. Seria injusto se tiver sido detido por seu trabalho como jornalista e comentarista”, disse em comunicado.

A namorada turca de Khashoggi acampava desde a manhã desta quarta diante do consulado saudita em Istambul para conseguir notícias suas.

“Não tenho notícias suas desde às 13h00 de ontem, queremos saber onde ele está”, declarou à AFP a sua namorada, Hatice A., que não quis dar o seu sobrenome.

“Queremos vê-lo sair são e salvo”, acrescentou.

Um amigo de Khashoggi, Turan Kislakçi, diretor de uma associação turco-árabe de jornalistas, assinalou que entrou em contato com as autoridades turcas e que lhe afirmaram que estão “acompanhando o caso de perto”.

“Estamos certos de que Jamal está detido no interior, a menos que o consulado tenha um túnel”, afirmou à AFP. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »