Portal de Angola
Informação ao minuto

Centenas de peças encontradas desde início da guerra expostas em Damasco, na Síria

(YOUSSEF BADAWI/EPA)

A Direção-Geral das Antiguidades e dos Museus da Síria expôs na quarta-feira, numa exposição em Damasco, capital do país, centenas de peças encontradas em todo o território, desde o início da guerra, em 2011. Entre as cerca de meio milhar de peças arqueológicas encontram-se artigos em ouro, estátuas em bronze ou ânforas.

Os objetos expostos foram “encontrados pelo Exército sírio e os seus aliados e também por diferentes forças de segurança”, depois de terem conquistado as cidades aos rebeldes e aos ‘jihadistas’, indicou o responsável pela Direção-Geral das Antiguidades e dos Museus, Mahmoud Hamoud. As peças datam de “todas as épocas, do século X antes de Cristo até ao período islâmico”.

Durante a guerra, dezenas de locais arqueológicos em toda a Síria foram destruídos, danificados ou pilhados e mais de 9.000 objetos foram recuperados. “Mas dezenas de milhares de peças saíram do país no contrabando e não foram recuperadas”, afirmou Hamoud. Antiguidades sírias foram ainda recuperadas no Líbano, enquanto sabe-se que outras foram detetadas na Turquia e na Jordânia.

A Síria é um território berço de múltiplas civilizações e os achados arqueológicos revelaram peças únicas datadas de várias épocas. Mais de 360.000 pessoas foram mortas na Síria depois do início do conflito. (Observador)

por Lusa

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »