Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Sobreviventes do desabamento de casa no Palanca recebem alta médica

Dois dos cinco sobreviventes que se encontravam internados no Hospital Neves Bendinha, vulgo Hospital dos Queimados, na sequência do recente desabamento de uma residência no Palanca (Luanda), tiveram já alta médica, informou à Angop hoje, quarta-feira, fonte hospitalar.

Entre os sobreviventes que tiveram alta médica, constam uma criança e um adulto, dos cinco cidadãos nacionais que haviam sofrido queimaduras graves após o sistema eléctrico entrar em curto circuito quando a casa cedeu.

Três menores na mesma situação continuam a receber tratamento médico na aludida unidade hospitalar.

Por seu turno, as cinco vítimas mortais do incidente, das quais quatro menores e uma adulta (mãe), vão a enterrar, quinta-feira, pelas 10H00, no Cemitério do Camama, em Luanda, informou fonte familiar.

Os menores tinham oito, três e seis meses de idade. Os dois primeiros tiveram morte imediata . A outra criança, a mais nova, acabou por falecer algumas horas depois e a mãe na terça-feira, todas em unidades hospitalares da capital, para onde haviam sido encaminhadas após terem sido resgatadas dos escombros pelos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, com o apoio da população.

A residência desabada era da época colonial e encontrava-se em avançado estado de degradação. Com seis compartimentos, o imóvel abrigava três famílias, num total de 12 pessoas.

A falta de manutenção, o aparecimento de fissuras e a existência de lençol freático na área pode estar na base do desabamento do mesmo, admitiu, terça-feira, o administrador para área Técnica do Distrito do Palanca, Euclides Cristóvão.

A 29 de Março de 2008, ocorreu, em Luanda, o desabamento do edifício onde funcionou a ex-Direcção Nacional de Investigação Criminal (DNIC), tendo também causado algumas vítimas mortais e feridos, na sua maioria que se encontravam detidos. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »