Smiley face

Ministério aprova documentos de 20 mil antigos combatentes

0 33

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria aprovou, nesse ano, os processos de 20 mil antigos combatentes, de modo a beneficiarem de pensões e outros direitos consagrados por Lei, informou o titular do sector, João Ernesto dos Santos “Liberdade”.

Na última sexta-feira, durante uma visita à cooperativa agro-pecuária “Kudiva Cota”, que labora no município de Calandula (Malanje), o ministro informou que estes antigos combatentes não beneficiavam de pensões e outros direitos.

Angola tinha 42 mil antigos combatentes sem cadastramento. Neste momento, faltam cadastrar 22 mil processos, no quadro de um programa que termina ainda este ano.

Para o ministro, além do cadastramento, o patenteamento, inscrição na Caixa de Segurança Social, melhoria das pensões e legalização dos terrenos para agricultura constituem as prioridades.

Os membros da cooperativa Kudiva Cota solicitaram, ao Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, ração para alimentação de peixes em reprodução, motobombas, meios rolantes para o auxílio da actividade piscatória e transportação de equipamentos, tractores, entre outros meios.

A cooperativa Kudiva Cota conta com 182 sócios, dos quais 59 homens e 123 mulheres, que detêm 3 tanques de reprodução de peixe e desenvolvem outras actividades, incluindo agrícola. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »