Radio Calema
InicioAngolaPolíticaAngola presente na Convenção Internacional sobre Saneamento

Angola presente na Convenção Internacional sobre Saneamento

O Secretário de Estado do Ambiente, Joaquim Lourenço Manuel, representa Angola numa reunião ligada à Convenção Internacional sobre Saneamento “Mahatma Gandhi”, que decorre desde sábado, 29 de Setembro, na cidade de Nova Delhi, Índia.

A cerimónia de abertura deste evento, que decorre até 02 de Outubro, foi presidida pelo presidente da Índia, Ram Nath Kovind, prestigiada com a participação do Secretário Geral da ONU, António Guterres e outras individualidades do sistema das Nações Unidas e Agências financeiras mundiais.

Neste encontro, de acordo com uma nota de imprensa do Ministério angolano do Ambiente, a que a Angop teve hoje (domingo) acesso, estão a ser abordados temas ligados à liderança Política do Saneamento, a Implementação da Mudança de Comportamento a uma Escala Global, a Urbanização Sanitária e a Gestão de Dejectos.

A inclusão do género no saneamento, a sustentabilidade do Estado livre de defecação ao ar livre, saneamento, como negócio de todas tecnologias e inovação, são, entre outros, temas deste encontro internacional.

O programa do evento reserva ainda visitas de campo em locais históricos que marcaram a vida e trabalho de Mahatma Gandhi.

O Secretário de Estado do Ambiente de Angola vai ainda participar em outros encontros paralelos ao evento relacionado com o saneamento e água para todos, onde, dentre varios apectos, deve abordar aspectos de interação entre os Estados e mecanismos de financiamento dos respectivos programas.

O Executivo angolano pretende chegar à meta de 425 aldeias declaradas Sem Defecação ao Ar Livre (SDAL) até 2022, depois dos recuos dos últimos anos neste programa, devido à falta de financiamento.

Os objectivos, no âmbito do programa de Saneamento Básico, constam do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, aprovado pelo Executivo e recentemente publicado, contendo a estratégia governamental para o desenvolvimento nacional na actual legislatura.

Neste plano, a construção de latrinas nas aldeias e zonas rurais, o lançamento da obra do Sistema de Recolha e Tratamento de águas residuais em quatro das capitais de províncias e a conclusão do sistema de Recolha e Tratamento de Águas Residuais nas sedes provinciais e municipais, são objectivos delineados até 2022. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.