Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

MPLA capacita deputados

O grupo parlamentar do MPLA realiza a partir de domingo, até à próxima quarta-feira, em Cabinda, as jornadas parlamentares, para capacitação dos deputados aos desafios do processo autárquico.

O presidente do grupo parlamentar do MPLA, Américo Kuononoka, adiantou que as jornadas parlamentares têm como objectivo a formação e a capacitação dos deputados em matérias específicas e têm como ponto alto a abordagem de questões económicas, sociais e culturais das comunidades.

As segundas jornadas parlamentares têm como lema central “MPLA, por uma governação mais próxima ao cidadão, rumo às autarquias”.

Os deputados vão discutir temas ligados à caracterização das autarquias locais, com destaque para “As autarquias como forma de governação do Estado”, “Vantagens e benefícios das autarquias no país”, “Institucionalização das autarquias” e “Autonomia local”.

Durante três dias, os deputados do partido maioritário vão também visitar os municípios de Cabinda onde vão constatar o desenvolvimento das infra-estruturas e os programas de desenvolvimento local e inteirar-se da situação dos cidadãos da província mais a norte do país.

“A ideia é que todos os deputados conheçam a realidade de todas as províncias para uma maior coesão nos debates sobre o Orçamento Geral do Estado (OGE) e das autarquias”, afirmou Américo Kuononoka. As jornadas parlamentares do MPLA têm como palestrantes os juristas Carlos Feijó e Márcio Daniel e um representante do Ministério das Finanças. Segundo o presidente do grupo parlamentar do MPLA, com estas jornadas, os deputados estarão melhor capacitados para a discussão, no Parlamento, do Pacote Legislativo das Autarquias.

Américo Kuononoka reafirmou que o MPLA considera o gradualismo a melhor via para a implementação das autarquias. O deputado lembrou que o país conta com 164 municípios e que as realidades sócio-económicas são diferentes. “Por isso, o MPLA mantém a sua posição do gradualismo”, referiu Kuononoka, sublinhando, entretanto, que a decisão definitiva caberá à Assembleia Nacional.

O deputado admitiu que o processo sobre autarquias é complexo, por se tratar do primeiro processo em Angola. “Estamos ainda a aprender. Trata-se de um processo que deve ser bem trabalhado”, disse Américo Kuononoka, defendendo a participação activa de todos os cidadãos nos problemas locais e da comunidade.

O grupo parlamentar do MPLA, lembrou, realizou deslocações aos municípios onde se inteirou dos vários problemas e projectos que vão ser inscritos no Orçamento Geral do Estado.

Segundo Américo Kuononoka, o seu partido sempre primou pela unidade e coesão. “A arma secreta do MPLA foi sempre a união, unidade e coesão de todos os militantes, simpatizantes e não há problemas de desmembramento ou qualquer problema de fricção. Todos estamos em torno da direcção do partido e o momento que estamos a viver é histórico”, disse o líder do grupo parlamentar do MPLA. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »