Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Cuanza Norte terá emissão local da TPA até Novembro deste ano

A província do Cuanza Norte contará, ainda no decurso deste ano, com a emissão local da Televisão Pública de Angola (TPA), no âmbito das políticas do conselho de administração da empresa que visam a dinamização do sector, a expansão e diversificação da informação.

A informação foi revelada quinta-feira, em Ndalatando, pelo administrador executivo para área de conteúdos do TPA, Francisco Mendes, no acto de apresentação do novo director do centro local de produção, aos membros do governo da província.

Segundo Francisco Mendes, com a emissão de programas locais, o centro de produção da TPA do Cuanza Norte vai aumentar o número de notícias, mostrar a criatividade dos jovens locais, o turismo, a promoção dos valores culturais da região, entre outros assuntos.

Referiu que estão criadas as condições técnicas e humanas para que até Novembro deste ano, seja concretizada a emissão local desta estação televisiva.

Francisco Mendes precisou que além do Cuanza Norte, o Conselho de Administração da TPA elegeu quatro outras províncias que passarão a emitir conteúdos locais: Namibe, cujas infra-estruturas foram inauguradas recentemente, Cuanza Sul, Bengo e Moxico.

Por seu turno, a vice-governadora para o sector político e social do Cuanza Norte, Leonor da Silva de Lima e Cruz referiu que os factos noticiosos produzidos na circunscrição já justificam a emissão de conteúdos a nível local, para melhor informar os cidadãos da província, sobre as acções do governo que visam a melhoria da qualidade de vida das populações da região.

Adiantou que o governo da província continuará a prestar o seu apoio institucional, como sempre, no sentido de se materializar esse projecto que enaltecerá a província.

Por seu turno, o novo director do centro de produção da TPA do Cuanza Norte, Lucas Safeca, referiu que assume um grande desafio ao dirigir um órgão de informação numa sociedade mais aberta e dinâmica onde a exigência é cada vez maior.

“Será um grande desafio para os profissionais, já que nós nunca tivemos uma emissão local. Será um exercício diferente que exigirá mais trabalho, empenho e dedicação dos profissionais”, frisou.

Em declarações à Angop, o responsável da área técnica do centro de produção da TPA do Cuanza Norte, Beato Kissaxi, adiantou que as infra-estruturas do centro de produção contam com um estúdio equipado com material de alta qualidade, suportado por um sistema que possibilita a produção local, um sistema de teleponto, entre outros.

Adiantou que foram igualmente instalados oito emissores de 10 a 200 watts, que na primeira fase da emissão local estará disponível um emissor de 200 watts que transmitirá a uma altitude de mil e 15 metros de altura, que vai permitir a difusão do sinal a uma extensão de 75 quilómetros com qualidade e mais quatro a cinco quilómetros sem qualidade.

Beato Kissaxi esclareceu que os telespectadores acederão a emissão da televisão local, através dum sistema de antenas “VGS” que vem instalado nos televisores e que no momento oportuno serão dadas as explicações aos cidadãos, sobre como aceder ao mesmo.

Assegurou que o pessoal técnico local está preparado para os futuros desafios da empresa.

Lucas Safeca Laurindo é natural da província da Huíla e é quadro da TPA desde 2010. Sucede no cargo Moisés Alberto Caculo, que dirigiu o centro de produção durante um ano e três meses. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »