Smiley face

Orçamento da Lunda Sul para 2019 prevê aumento

0 53

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Vinte e nove mil milhões de kwanzas é valor financeiro que a província da Lunda Sul prevê receber do Orçamento Geral do Estado (OGE) para o exercício económico de 2019, contra os mais de AKz 27 mil milhões do presente ano (2018), registando deste modo, um aumento de dois mil milhões.

A informação foi avançada hoje, quinta-feira, em Saurimo, pelo governador da Lunda Sul, Daniel Neto, durante o encontro de auscultação com deputados do ciclo provincial e secretários provinciais do MPLA, UNITA, PRS, CASA-CE e FNLA.

Disse que apesar do valor não corresponder com as expectativas da província, caso for aprovado, será empregue de forma transparente, tendo apelado por isso, rigor, responsabilidade aos gestores públicos.

O governante solicitou aos deputados do MPLA e da UNITA, do círculo provincial da Lunda Sul, no sentido de dinamizarem seu trabalho de advocacia, para que nos próximos anos económicos o orçamento da província conheça um aumento significativo com vista a facilitar a implementação de projectos sociais na região.

Por outro lado, prometeu uma governação participava, inclusiva, aberta ao diálogo, críticas e ideias que contribuem para a melhoria dos projectos que visam o desenvolvimento socioeconómico da província e o bem-estar da população.

Em resposta, o deputado João Segunda Ungaji, da bancada parlamentar do MPLA, prometeu que vai reforçar o seu trabalho na Assembleia Nacional, apresentando os problemas sociais que afligem a província, para que os próximos orçamentos sejam mais significativos.

O secretário provincial da CASA-CE, Fernando Mutombo, aconselhou o governador a envidar esforços junto dos Ministérios da Construção e Energia e Águas, para a conclusão das obras de reabilitação das estradas nacionais 180 e 230 que ligam Saurimo/Luena e Saurimo/Malanje, bem como o início da barragem Hidrochicapa 2.

Sublinhou que com a conclusão das estradas em referência e aumento da capacidade de energia eléctrica, a província terá condições de atrair investimentos privados, aumentar o número de consumidor de energia eléctrica, o que contribuirá no aumento de arrecadação de receitas e de postos de trabalho.

Por seu turno, Eugénio Sacupumbo, secretário provincial do PRS, sugeriu a ampliação do Sistema de Captação, Tratamento e Distribuição de Água Potável do Chicapa, bem como a construção de mini hídricas nas sedes municipais, uma vez que a província é potencial em recursos hídricos. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »