Smiley face

Seis pessoas sofrem mordeduras de cães vadios no Seles

0 26

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Seis casos de mordeduras de cães vadios foram registados hoje, quarta-feira, na vila do Seles, província do Cuanza Sul, informou o medico de clinica geral no hospital, Albano Júnior.

Em declarações à imprensa, o médico, que não avançou dados comparativos, disse que a situação está a preocupar os serviços sanitários, uma vez que o município está desprovido de vacina contra a raiva humana.

Referiu que as mordeduras foram à crianças dos cinco a 10 anos. As vítima foram levadas por familiares ao hospital para primeiros socorros.

“Alertamos as famílias no sentido de que logo que as crianças sejam mordidas por cão, lavarem a ferida com água e sabão e posteriormente levarem-ans numa unidade hospitalar”, disse Albano Junior.

Fonte dos Serviços Municipal Veterinário adiantou que o sector está a tomar medidas como campanha de recolha coerciva de cães e outros animais domésticos vadios.

Disse que as ruas das zonas urbana e periurbana do Seles estão a ser “invadidas” por animais domésticos vadios, criando, preocupação às famílias.

Salientou que o sector veterinário dispõe de vacinas anti-rábica animal, por isso, exortou aos proprietários de cães, gatos e macacos, no sentido de se dirigirem à administração para vaciná-los.

A vila do Seles dista a 82 quilómetros da cidade do Sumbe (sede provincial) e tem uma população estimada em 174 mil e 981 habitantes. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »