Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Joseph Kabila garante eleições “tranquilas e credíveis” na RDC

O Presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila, garantiu na terça-feira, numa intervenção na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, que as eleições presidenciais previstas para 23 de dezembro serão “tranquilas e credíveis”.

“Tudo se fará para garantir que serão eleições tranquilas e credíveis, a fim de consolidar a estabilidade política e económica que tanto precisa a RD Congo”, afirmou Kabila, impedido de se recandidatar pela Constituição e que apoia o independente Emmanuel Ramazani Shadary.

No poder desde janeiro de 2001, depois do assassinato do seu pai, Laurent Kabila, Joseph Kabila elogiou “os esforços efetuados por toda a classe política” da RD Congo que, assinalou, foram “plasmados num consenso global sobre o processo eleitoral, com o objetivo último da organização de eleições”.

“Os enormes esforços e os enormes desafios que foram vencidos deram um caráter irreversível à realização de eleições, previstas para o final deste ano. A política do meu país é agora mais transparente, com todos os prazos previstos no calendário eleitoral para as próximas eleições”, declarou.

Kabila aludiu também aos “esforços levados a cabo” no domínio da segurança interna, em particular no centro do país, que permitiram “seguir na procura da paz e da estabilidade”, embora tenha admitido que é preciso continuar a “fazer esforços adicionais para a segurança do processo eleitoral em curso”.

O Presidente da RD Congo assegurou que “a paz foi consolidada” no centro do país, registando-se atualmente “uma reinserção muito avançada das famílias que se viram obrigadas a deslocarem-se para o interior do país ou exilarem-se em países limítrofes devido à deplorável violência”.

“Conseguimos inverter a tendência que se registava no centro do país e melhorar consideravelmente a situação, enquanto no nordeste os esforços das forças de defesa e segurança permitiram conter os atentados terroristas”, afirmou na sessão magna das Nações Unidas, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Repetindo que o país tem “ambições de emergência inquestionáveis”, Kabila reiterou o pedido de as Nações Unidas realizarem “uma retirada efetiva” das forças que permanecem na RD Congo há 20 anos, justificando que a nação está “no bom caminho”.

“Os desafios que teremos perante outros países não serão menores. Desejo um futuro radiante para o país e estou convicto de que o povo saberá ultrapassar o passado”, acrescentou (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »