Smiley face

Fundador do WhatsApp abandonou empresa devido a tensão com Facebook

0 21

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Brian Acton terá discordado com Mark Zuckerberg e Sheryl Sandberg relativamente ao modelo de monetização do WhatsApp. Os fundadores do Instagram terão deixado a empresa por motivos semelhantes.

A semana ficou marcada pela saída do Instagram dos próprios fundadores, Kevin Systrom e Mike Krieger, com rumores que o motivo terá estado na origem da decisão a ser um clima de tensão entre os executivos e a liderança do Facebook. Agora, um dos fundadores do WhatsApp, Brian Acton, revelou em entrevista à Forbes que deixou a empresa por motivos semelhantes.

De acordo com Acton, a saída deveu-se a divergências relativamente à forma como o WhatsApp seria monetizado. O assunto terá valido ao fundador reuniões com a COO Sheryl Sandberg e CEO Mark Zuckerberg, com as duas partes a não terem conseguido entrar em acordo. Diz Acton que numa das reuniões Zuckerberg terá afirmado mesmo: “Esta é provavelmente a última ocasião em que alguma vez falarás comigo”.

O WhatsApp foi adquirido pelo Facebook em 2014 por 16 mil milhões de dólares (13.6 mil milhões de euros), com Acton a ter permanecido sob alçada da tecnológica de Mark Zuckerberg durante três anos antes de sair. O colega e também co-fundador Jason Koum anunciou a saída da empresa em Abril deste ano. (Notícias ao Minuto)

por Miguel Patinha Dias

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »