Radio Calema
InicioMundoÁfricaNúmero de mortos por Ébola sobe para 100 na RDC

Número de mortos por Ébola sobe para 100 na RDC

O balanço oficial da epidemia de Ébola na República Democrática do Congo (RDC) subiu para 100 mortos, dos quais 69 casos confirmados, anunciou o ministério congolês da Saúde.

Segundo as estatísticas das autoridades sanitárias, desde a declaração da epidemia, a presença do vírus foi confirmada em 119 pessoas dos 150 casos diagnosticados no leste da RDC.

Desde a zona principal de Mangina onde a epidemia atingiu pela primeira vez o território de Beni, o vírus espalhou-se rapidamente para várias zonas e localidades da província do Kivu-Norte.

Há algumas semanas, as autoridades sanitárias anunciaram a presença da epidemia na província vizinha de Itur, localidade de Mandima e no sábado último, a epidemia foi declarada na zona de saúde de Tchomia, próximo ao lago Albert, na fronteira com o Uganda.

“Com 100 vítimas em oito semanas, tudo leva a crer que esta epidemia fará mais vítimas em relação as anteriores (…) desde o início deste século. A hora do fim da décima epidemia não está para breve”, afirmou o director-geral do Instituto Nacional de Pesquisa Biomédica da RDC, Jean-Jacques Muyembe.

Segundo o responsável, é preciso reforçar o engajamento na resposta mas também a contribuição dos actores e dos membros da comunidade para pôr fim a propagação da epidemia no leste do país.

Num comunicado publicado domingo à noite, o ministro da Saúde, Oly Ilunga, anunciou a suspensão temporária das actividades da equipa de resposta no terreno.

“Esta decisão segue-se ao ataque à cidade de Beni e seus arredores pelos rebeldes das Forças Democráticas Aliadas (ADF, movimento rebelde ugandês). Este ataque deixou 20 mortos, incluindo militares da força regular (FARDC)”, disseram fontes de segurança.

A RDC enfrenta a sua décima epidemia do Ébola desde 1976. É a primeira vez que a epidemia atinge uma zona de conflito. (Angola)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.