Radio Calema
InicioEconomiaCimeira reúne chefes de estados e homens de negócios em Londres

Cimeira reúne chefes de estados e homens de negócios em Londres

Chefes de Estado e homens ligados à política e economia africana reúnem-se, em Outubro próximo, em Londres (Inglaterra), numa cimeira para analisarem a situação dos negócios em África, indica uma nota do jornal Financial Times, a organizadora o evento, chegada hoje à Angop.

O encontro, denominado “Cimeira Financial Times Live” e que vai já na sua quinta edição, terá como foco principal os negócios no continente africano, particularmente na África Austral, onde os últimos acontecimentos políticos trouxeram uma melhoria do ambiente económico.

A cimeira, que terá vários painéis de discussão, dará igualmente especial ênfase aos investimentos asiáticos em África, não apenas da China, mas de outros países, como da Turquia, Índia, Líbano, Coreia do Sul, Estados do Golfo, entre outros.

Segundo a organização, foram convidados ao evento chefes de estados de países comprometidos em fazer dos negócios o centro dos seus objectivos de desenvolvimento, que deverão interagir com altas figuras e executivos ligados ao mundo da economia, política e negócios.

Entre os integrantes dos vários painéis destacam-se o presidente do Gabão, Ali Bongo, o antigo primeiro-ministro Britânico, Toni Blair, o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano, o empresário nigeriano, o multimilionário Aliko Dangote, bem como o dono da Fundação com o mesmo nome, Mo Ibrhaim.

Os participantes à cimeira vão abordar, entre outros, os temas “Investidores do Leste: África e Ásia”, “Mudança de Guarda na África Austral” e “Painel sobre Infra-estrutura”.

Os trabalhos do evento serão encerrados com um painel dos Presidentes Executivos (CEO) de grandes companhias. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.