Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Agostinho Neto distinguido com título Doutor Honoris Causa

A comunidade académica angolana reconheceu nesta terça-feira, em Luanda, os feitos do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, com a outorga a título póstumo do grau Doutor Honoris Causa.

A atribuição do título deve-se também a coragem e o sentido nacionalista e patriótico demonstrado por António Agostinho Neto numa altura difícil para o país.

O primeiro Presidente da República de Angola esteve empenhado na formação de quadros qualificados para ajudarem no processo de reconstrução e desenvolvimento do país.

Durante a cerimónia em que Maria Eugenia Neto recebeu o título em papiro, o reitor da Universidade Agostinho Neto (UAN), Pedro Magalhães, disse que a intenção é destacar o bem-fazer do também primeiro reitor da instituição na promoção de valores morais, sobretudo a elevação do nível de ensino para o superior.

Maria Eugênia Neto aproveitou o momento para apelar aos académicos presentes a unir esforços para se concluir, faseadamente, o Campus Universitário, por formas a dotar a universidade de imóveis e infra-estruturas, tais como oficinas, laboratórios, hospital universitário e as residências dos professores e alunos.

“A nossa universidade deve acertar o passo à modernidade e desenvolver o ensino, a par da investigação e das diversas áreas de extensão, para que a ciência e a tecnologia em Angola ajudem o crescimento de todas regiões do país”, disse.

Para a também escritora, a UAN também terá de acertar o seu passo com a necessidade de investir na agricultura, na agro-pecuária, na silvicultura, na mineração e nos serviços.

“Angola já foi um produtor agro-mineral e terá de voltar a ser com maior qualidade, factor só possível com uma universidade moderna e bem apetrechada e com docentes de qualidade”, reforçou.

Maria Eugênia Neto fez votos de que os próximos doutoramentos da UAN signifiquem o atingir de um patamar académico por certo sonhado pelos lutadores pela independência nacional, que contribua com novas soluções para os modernos desafios da sociedade.

Por seu turno, o reitor da Universidade Independente de Angola (UNIA), Felipe Nzau, considerou a homenagem como merecida, embora reconheça que vem tarde.

Para si, a atribuição do título contribuirá para o aumento da visibilidade das obras de Agostinho Neto em favor das ciências, letras, das artes e da cultura em geral, bem como de escritor e membro fundador da União dos Escritores Angolanos (UEA).

O título Honoris Causa (expressão em latim e usada actualmente como um título honorífico, que significa literalmente “por causa de honra”) é atribuído a pessoas mesmo que não tenham um curso universitário, mas no entanto tenham se destacado ou exercido grande influência em determinadas áreas como nas artes, literatura, ciências, política ou na promoção da paz.

Nascido aos 17 de Setembro de 1922, em Icolo e Bengo, António Agostinho Neto foi o primeiro Presidente de Angola, que proclamou a independência nacional a 11 de Novembro de 1975 e morreu no dia 10 de Setembro de 1979, por doença, na ex-União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, actual Rússia. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »