Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Presidente angolano lamenta morte de homólogo vietnamita

O Presidente da República, João Lourenço, manifestou-se triste com a morte de seu homólogo da República Socialista do Vietname, Tran Dai Quang, ocorrida sexta-feira, por doença.

De acordo com o estadista angolano, trata-se de uma perda irreparável de uma figura ilustre da nação vietnamita , que vai certamente deixar um vazio na sociedade e na vida política do Vietname, país ao serviço do qual colocou o seu saber e a energia, para o transformar numa pátria próspera.

João Lourenço diz no documento a que a ANGOP teve hoje acesso que está seguro que o povo do Vietname saberá honrar a memória desse estadista, procurando com o seu empenho e determinação concluir a obra que iniciou para impulsionar o desenvolvimento do país.

Tran Dai Quang, figura conservadora do regime comunista, morreu sexta-feira aos 61 anos vítima de doença prolongada, segundo a agência estatal de notícias VNA.

Quang esteva doente há muitos meses, mas continuou a desempenhar suas funções oficiais, apesar de fadiga visível e perda de peso. A natureza exacta de sua doença não foi revelada.

O estadista faz parte da dupla de conservadores colocados à frente do regime em 2016, com o primeiro-ministro Nguyen Xuan Phuc.

Além do cargo de Presidente, foi um dos principais homens-chave do regime, no poderoso Gabinete Político do Partido Comunista do Vietname, verdadeiro centro de poder, que nomeia o presidente.

Este alto órgão governamental do país é responsável por todas as decisões mais importantes, sendo que o verdadeiro número um do regime continua a ser o secretário-geral do Partido Comunista (PC), Nguyen Phu Trong.

A sua eleição confirmou o domínio político dos conservadores, após um congresso do PC em Janeiro de 2016, marcado por fortes lutas entre conservadores e reformadores.

Angola estabeleceu relações diplomáticas com o Vietname em Novembro de 1975, um dia após a proclamação da Independência Nacional.

Em 1978, os dois estados assinaram o Acordo Geral de Cooperação, instrumento através do qual os governos acordaram o tipo de relacionamento a que se seguiram outros instrumentos jurídicos. Oficialmente vivem em Angola mais de seis mil vietnamitas, entre os quais professores e médicos. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »