Radio Calema
InicioAngolaSociedadeServiço de telemedicina arranca em Outubro

Serviço de telemedicina arranca em Outubro

Angola começa a beneficiar, no próximo mês de Outubro, dos serviços de telemedicina, no quadro do programa de compensações do Angosat, anunciou, nesta sexta-feira, em Luanda, o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

O governante que falava à imprensa, à margem da 1ª Reunião Ordinária do Conselho Consultivo da Comunicação Social, informou que o teste piloto desse programa será feito no Hospital Central da província do Huambo.

Fez saber que o mesmo faz parte dos vários serviços que o Angosat 2 vai proporcionar ao país, além de oferecer outras vantagens, tanto do ponto de vista económico, social, académico e militar.

A esse respeito, o ministro disse ser uma mais-valia, na medida em que se está a trabalhar com o governo provincial do Huambo, no sentido de, durante a fase dos testes, ligar os vários hospitais municipais ao hospital central da província.

Neste contexto, os doentes que são assistidos em unidades sanitárias sem determinadas especialidades médicas, localizadas em qualquer parte do país, vão poder ser atendidos à distância e em tempo real, por via do sistema de telemedicina.

Além do contacto na hora com o paciente, a telemedicina permite que o médico visualize os resultados das análises, medir a pressão arterial, observar uma radiografia ou outro exame e tomar decisões em função do quadro do doente.

No que toca aos desafios quanto a comunicação social, José da Rocha avançou que o seu ministério continuará a apoiar o pelouro, no sentido de continuar a levar os serviços a nível nacional e reforçar as capacidades actualmente existentes para a melhoria da expansão do sinal dos diversos órgãos de comunicação. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.