Radio Calema
InicioMinistériosMinistério da ConstruçãoMinistro garante execução das obras do nó viário da zona da UGP

Ministro garante execução das obras do nó viário da zona da UGP

O ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, garantiu quinta-feira, em Luanda, o financiamento para o inicio da execução das obras de construção do nó viário na Avenida Pedro de Castro Van-Dúnem Loy, na zona da UGP.

Em declarações à imprensa, o governante referiu que agora estão criadas as condições administrativas e financeira, que a obra está em condições de iniciar com vista a sua conclusão. “É um projecto que faz parte do plano especial que nos guisámos para cidade de Luanda, está no domínio das intercessões, dos nós, das travessias das vias estruturantes”, disse.

A obra cujo auto de consignação aconteceu em Agosto de 2017 e foi relançada em Novembro do mesmo ano, com a reformulação do projecto, esteve paralisada segundo Manuel de Almeida, porque as negociações de financiamento na altura com o Stander Bank não se efectivaram por não satisfazerem as condições de negociações que foram feitas com o Ministério das Finanças, para tal foi encontrada outra alternativa de financiamento.

A empreitada vai permitir a ligação do Benfica/Golf 2 e Talatona/Samba, sem a intercessão de veículos. A obra, a ser concluída em 24 meses (2 anos), está orçada em 55 milhões 491 mil 726 dólares, e visa a construção de uma intercessão e um desnivelamento de cruzamento, que permitirá aos automobilistas saírem do Benfica, sentido Golf 2 e vice-versa, passar pelo túnel, evitando o cruzamento com os veículos que saírem do Talatona e da Samba.

A obra assegura ainda reserva de um espaço-canal para futura inserção do canal ferroviário LRT com uma largura do espaço do canal de 10 metros.

O nó terá como caracteristicas técnicas, velocidade base de 40 kilometros por hora nos túneis, 60 kilometros por hora nível do solo, rotunda com raio exterior de 40 metros, três vias de código e orientação, túneis rectos em planta e declives longitudinais acentuado em sete por cento, rampas de acesso em trincheira com recurso a cortinas de estacas e drenagem pluviais gravítica dos túneis e rampas.

Os automobilistas que saírem da Samba/Golf2, Benfica/Samba, Golf2/Talatona irão usar a estrada superior, passando pela rotunda que os permitirá aceder às vias pretendidas.

Está prevista, após a conclusão das obras, a colocação de sinalização rodoviária horizontal, vertical e de orientação, estação de armazenamento e de bombagem das águas pluviais afluentes aos túneis, túneis rectos em planta e declives longitudinais de sete porcentos, rampas de acesso aos túneis em trincheira, com recurso as cortinas de estacas.

Será utilizado na obra 29 mil e 500 metros cúbicos de betão, três mil 850 toneladas de aço, 11 mil e 500 toneladas de betuminoso, 26 mil e 750 metros de estacas e 45 mil e 950 metros cúbicos de escavação. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.