Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Uma Luz que se acendeu para Renato. Benfica derrotado em casa pelo Bayern

Golos de Lewandowski (10’) e Renato Sanches (54’) ditaram a derrota das águias na estreia na fase de grupos da Liga dos Campeões esta época.

A porta de ‘casa’ abriu-se para Renato Sanches, esta quarta-feira, e a Luz… só brilhou para ele. Uma noite digna do melhor Renato. O Benfica consentiu a derrota por 0-2, frente ao Bayern, e viu um dos meninos mais queridos a ter um brilho como há muito não se via. Os bávaros levaram os três pontos e somam assim os primeiros três pontos no grupo E da Liga dos Campeões. O Benfica segue com zero, os mesmos que o AEK de Atenas, que perdeu também esta quarta-feira diante do Ajax.

Resumo: A vontade e o querer não chegaram para o Benfica iniciar o jogo da melhor maneira, num jogo em que ‘o filho pródigo’ das águias, Renato Sanches deu o pontapé de saída . É verdade que a equipa encarnada entrou em campo com o intuito de pressionar, de jogar alto, de ditar o ritmo, mas um golo aos 10 minutos derrubou a estratégia de Rui Vitória para a partida.

Numa jogada que começou com um menino que bem conhece a Luz, Renato Sanches, o pragmatismo falou mais alto. Logo no primeiro lance de perigo, depois de um cruzamento de Alaba, o polaco inaugurou o marcador. Lewandowski, letal, sentou Grimaldo, e atirou para o lado contrário de Odysseas Vlachodimos.

Com a ajuda do ‘inferno’, o Benfica foi tentando responder como podia. No entanto, apesar da raça que os pupilos de Rui Vitória apresentaram em campo, não foi fácil materializá-la. Até porque quando se tem um Bayern pela frente, as coisas ficam mais complicadas. Linhas muito juntas dos alemães no processo defensivo iam dando pouco espaço de manobra aos criativos da equipa da casa.

Salvio lá puxou a perna atrás e tentou abanar, ele próprio, a partida. Num primeiro remate de longe tentou a sorte e, minutos mais tarde, voltou a tentar, desta vez na pequena área. Neuer não se deixou enganar e manteve os bávaros em vantagem até as equipas recolherem aos balneários.

No segundo tempo, a toada manteve-se idêntica. O Benfica a querer mais, mas sem conseguir propriamente superiorizar-se ao Bayern. Até que… acontece o momento do jogo. Renato Sanches pegou na bola, arrancou com tudo, explosivo, e deu início ao seu próprio golo. Depois do seu pique fenomenal, o médio português esperou na área pelo cruzamento de James e fez o 2-0. É caso para dizer que ele esteve a jogar como se estivesse em casa… (e estava).

Confiante por jogar no palco que melhor conhece, Renato protagonizou minutos que arrepiaram. O menino da Luz pediu desculpa e os adeptos responderam-lhe com o aplauso da noite. Um golo que o Benfica acabou por sentir e que demorou a reagir. As águias sabiam que a missão de lutar pelo resultado se tornara mais espinhosa e isso refletiu-se no relvado.

Após alguns minutos sem grande ‘alma’, o Benfica lá reagiu. Primeiro Rúben Dias obrigou Neuer a demonstrar que ainda é um dos melhores do mundo. Depois, Gabriel tentou surpreender na meia distância. Sem sucesso. Os minutos foram passando e os encarnados foram baixando os braços. A noite foi do Bayern, que levou assim a melhor na estreia na fase de grupos desta edição 2018/19 da Liga dos Campeões. (Desporto ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »