Smiley face

Expo-Quipungo prevê atrair novos investidores com “Feira do Milho”

0 20

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A quinta edição da Expo-Quipungo, a decorrer de 21 a 23 do mês em curso, perpectiva atrair novos investidores, sobretudo com a integração da terceira “Feira do Milho”, que representa a bandeira da localidade, com o objectivo de fomentar a produção local, atraindo mais empresários ao município para o seu desenvolvimento.

A actividade está inserida nas festividades de comemoração do 117º aniversário do município, assinalado dia 15 do corrente mês.

A informação foi avançada hoje, quinta-feira, nesta cidade pelo coordenador do núcleo do Quipungo da Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL), Fernando Simões dos Santos, afirmando que para a Feira do Milho têm uma amostra de 40 toneladas do referido produto para leiloar, a 50 Kwanzas por quilograma.

Para além do milho, afirmou que outros cereais como o massango, massambala e a soja vão estar disponíveis no evento, assim como horticulturas como o repolho, cebola, tomate, alho, batata-rena, entre outros produtos.

Declarou que o município ainda é considerado o maior produtor de milho a nível do país, pois embora não com a mesma intensidade do passado, mas o camponês local com ou sem chuva produz, pois têm a vantagem de terem solos favoráveis para a produção do referido produto.

Lamentou que a falta de sistemas de mecanização, sementes melhoradas, fertilizantes e transporte para escoamento dos produtos, ainda constitui dificuldade para os seus associados no município, assim como o desequilíbrio de preço para a venda.

Realçou que muitos produtores de milho têm o receio de expor, pois muitas vezes são “obrigados” pelos compradores a vender 20 a 30 Kwanzas por quilograma do produto, o que os desmotiva a levarem grandes quantidades para o evento, assim como o receio de não venderem o mesmo e voltarem com a quantidade, uma vez que também têm défice de meios para a transportação.

Fez saber que o núcleo da associação no município controla 15 cooperativas e 80 associações agro-pecuárias, das quais apenas sete cooperativas e 12 associações estão envolvidas no evento.

Fernando Simões dos Santos salientou que com regularidade de chuvas e material adequado, o município tem a capacidade de produzir 80 mil toneladas de milho anual, numa área de 65 mil e 125 hectares de terra disponíveis só para o produto.

A quarta edição da Expo-Quipungo teve a participação de perto de 30 expositores e a feira do milho apresentou e leiloou 70 toneladas de milho a 45 Kwanzas por quilograma

O município do Quipungo, a 120 quilómetros a leste do Lubango, já acolheu na década de 80 a Campanha Nacional de colheita do milho. A região conhecida por ter maior potencialidade para a produção de milho a nível provincial e nacional.

Dados dos resultados da Campanha Agrícola 2017/2018, da direção do gabinete provincial da Agricultura, Pecuária e Pescas apontam que o município do Quipungo plantou milho numa área de 25 mil e 002 hectares de terra e produziu 21 mil 252 toneladas do produto. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »