Portal de Angola
Informação ao minuto

Candidatos terão 25 seguranças; família de Bolsonaro pede proteção

(AFP/Arquivos / EVARISTO SA- Arquivo) Foto mostra o presidente do Brasil, Michel Temer (D), e o ministro da Defesa, Raul Jungmann (E), durante cerimônia em Brasília, em 23 de outubro de 2017

Cada candidato à Presidência da República terá 25 agentes da Polícia Federal na segurança pessoal, segundo afirmou o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, nesta quarta-feira (19) em São Paulo. A medida ocorre após o candidato Jair Bolsonaro (PSL) ter sido atingido por uma facada em Minas Gerais em 6 de setembro.

De acordo com o G1, Jugmann informou que, no dia em que Bolsonaro levou uma facada, 21 agentes da PF faziam a proteção dele, além de integrantes das Polícias Civil e Militar local.

Nesta semana, a PF deverá apresentar um relatório sobre avaliação de risco em relação à filha e à esposa de Bolsonaro. Elas também pediram proteção da PF.

“Todos os candidatos terão 25 agentes e devo receber nesta semana ainda uma análise da PF sobre segurança da filha e da esposa do Bolsonaro, que pediram. Vai vir um parecer da PF para que eu possa decidir sobre isso”, afirmou o ministro.

Segundo Jungmann, não havia indícios de que Bolsonaro seria atacado. “Você tem uma análise de risco e Bolsonaro tinha a maior equipe de segurança, já era indicativo pelo número de seguranças que o risco era maior, mas se tivéssemos (informação de indício do ataque) iríamos atrás para prevenir e não permitir que isso acontecesse”, destacou. (Notícias ao Minuto BR)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »